Palmas
28º
Araguaína
25º
Gurupi
25º
Porto Nacional
28º
SAÚDE PÚBLICA

Estado celebra recorde na realização das cirurgias eletivas em hospitais públicos

02 dezembro 2023 - 07h43

As ações pontuais do Governo do Tocantins, com a descentralização dos serviços; convênios com os municípios; contratação de hospitais privados; o Programa de Aprimoramento de Gestão Hospitalar (PAGH-Cirúrgico), conhecido como Opera Tocantins e a rotina das unidades hospitalares geridas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), retiraram 1.261 pessoas da fila da Central Estadual de Regulação, no mês de novembro.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

Em todo o ano de 2023, já são 16.432 cirurgias eletivas feitas, 53 % superior a toda produção de 2022, que totalizou 10.712. Um dos pacientes atendidos é Júnior Soares da Silva, morador de Xambioá, região norte do Tocantins, que estava na fila desde 2015, para fazer cirurgias gerais de hérnias. “Já tinha feito exames por duas vezes, já tinham vencido esses exames, sempre tinham dificuldades, às vezes por falta de médico, às vezes por falta de material e até a troca da gestão atrapalhava. Recentemente eu soube que o pessoal estava fazendo cirurgias aqui mesmo na cidade e com um bom ritmo. Procurei a unidade, fiz novamente os exames e levei aproximadamente 45 dias, da entrada nos papéis, a realização das minhas cirurgias. Fiz procedimento de  hérnia inguinal esquerda, hérnia inguinal direita e hérnia umbilical, estou bem e me recuperando graças a Deus”, celebrou.

Júnior também relatou sobre a organização dos serviços na região. “O hospital de Xambioá está excelente, muito limpo, eu tive apoio, tinha a data certa para fazer os exames e pegar os resultados, não tenho nada a reclamar. Só peço que continuem fazendo isso, porque tem muita gente gostando da situação que está acontecendo”.

O diretor geral do Hospital Regional de Xambioá, José Jardel da Cruz Rocha, agradece o empenho de todos nas melhorias alcançadas na unidade. “Com o apoio do secretário de saúde e do secretário executivo, melhoramos a estrutura, os estoques e o relacionamento com os municípios circunvizinhos. O trabalho conjunto, fez com que melhorasse o atendimento do hospital e de forma organizada, por isso que houve esse avanço significativo no ano passado fizemos 150 cirurgias e esse ano estamos chegando a 400 procedimentos, então esse é o nosso compromisso, levar saúde para todos que por ali precisam e procuram a nossa unidade”, reforçou.

Na região central, a fila também tem andado. A paciente Claudiane Leite dos Santos, de 35 anos, moradora de Luzimangues, distrito de Porto Nacional. Ela aguardava há seis meses uma histerectomia total, que é a retirada do útero e do colo do útero, a paciente foi atendida no Hospital Geral de Palmas (HGP). “O médico me explicou que eu tinha um mioma benigno que me causava muitas cólicas e anemia. Graças a Deus a cirurgia ocorreu bem, tive alta e já me sinto livre das dores que eu tinha. Agradeço a acolhida de todos profissionais da unidade hospitalar, pois foram atenciosos comigo”.

A paciente Tainara Lopes da Silva, também teve o problema de saúde resolvido, por meio do Sistema Único de Saúde tocantinense, em Pedro Afonso. “Fiquei muito feliz em conseguir realizar minha cirurgia e graças a Deus agora posso ter minha rotina normal. Agradeço toda a acolhida recebida no Hospital Regional de Pedro Afonso e peço que cada um seja abençoado!”.

Ranking

As cinco unidades hospitalares estaduais que mais produziram eletivas em novembro são: Hospital Geral de Palmas (176 - pediatria e adulto). Hospital Regional de Miracema (132), Hospital Regional de Gurupi (90), Hospital Regional de Araguaína (84) e Hospital Regional de Guaraí (80).

*Secom Tocantins