Palmas
29º
Araguaína
28º
Gurupi
27º
Porto Nacional
27º
SAÚDE

Lacen inicia oferta de novo exame para identificar câncer de colo de útero

12 agosto 2022 - 10h07Por Ascom

O Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN-TO) já iniciou o recebimento das amostras de citologia em meio líquido, para a realização dos exames preventivos para o câncer de colo do útero (também denominado de Papanicolau ou Citopatológico). Esse é um trabalho integrado com outras áreas técnicas, como a equipe da Diretoria de Atenção Especializada/Gerência da Oncologia, Diretoria Vigilância das Doenças Transmissíveis, Diretoria da Atenção Primária e Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado (COSEMS-TO), somando forças para o fortalecimento da assistência à saúde da mulher.

Nesta etapa de início da oferta desse serviço no LACEN-TO, são contemplados 57 municípios das seguintes regiões de saúde: Cerrado Tocantins Araguaia, Bico do Papagaio e Médio Norte Araguaia. Estão sendo distribuídos Kits para o atendimento das mulheres nas unidades de saúde e coletas das amostras em meio líquido, com a pactuação inicial do atendimento de 1.500 testes que serão processadas por mês.

“A metodologia de coleta de amostra em meio líquido permite melhor eficiência e maior sensibilidade ao exame, permitindo a identificação de lesões precursoras ou mesmo do câncer em desenvolvimento, contribuindo para a estratégia de rastreamento do câncer de colo do útero no Tocantins, o diagnóstico precoce e o tratamento oportuno aos casos identificados”, afirmou a diretora do LACEN-TO, Jucimária Dantas.

Ainda segundo a diretora, “estamos desenvolvendo um sistema interno de monitoramento (SMIQ – Sistema de Monitoramento Interno da Qualidade do laboratório de Citologia), por este ser um trabalho que preza também por impactos de melhoria nos serviços e na assistência à mulher. O sistema vai gerenciar as rotinas e a obtenção de relatórios estatísticos para reduzir deficiências nos processos de trabalho desde a fase pré-analítica até a liberação dos laudos, dando agilidade no processo o que vai contribuir no seguimento e tratamento oportuno às mulheres rastreadas”, enfatizou.

Amostras

As amostras podem ser entregues nas unidades do LACEN-TO, em Palmas e Araguaína, nos horários de funcionamento da instituição. As primeiras amostras foram recebidas na unidade descentralizada do LACEN-TO em Araguaína, que também está colaborando na distribuição dos kits, apoio e colaboração nessa fase inicial de alinhamento de critérios para a realização das coletas, acondicionamento e transporte das amostras. É um trabalho minucioso, que conta com a colaboração e participação das equipes da Estratégia de Saúde da Família dos municípios pactuados.