Palmas
31º
Araguaína
34º
Gurupi
34º
Porto Nacional
33º
EM IMPLANTAÇÃO

Novo sistema vai modernizar processo de identificação civil e criminal no TO

22 maio 2024 - 10h21

Nesta terça-feira, 21, o Instituto de Identificação recebeu o container que irá abrigar o data center da Segurança Pública. Já em fase final de implementação, o data center de padrão Tier III é projetado para abrigar todos os dados essenciais para o sistema da SSP/TO. Nele será instalado o banco de dados do Sistema Automatizado de Identificação Biométrica (Abis) que promete dar mais qualidade aos serviços prestados pela Segurança Pública, por meio dos Institutos de Identificação.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

Uma das fases deste projeto é a digitalização de fichas de identificação civil e criminal de todo o Estado. Até o momento 2,3 milhões desses documentos já foram digitalizados e serão armazenados no data center, facilitando o acesso e a consulta de dados de forma mais ágil e segura.

De acordo com o secretário da Segurança Pública do Tocantins, Wlademir Mota Oliveira, a digitalização e armazenagem desses documentos se torna de extrema importância pois o Instituto de Identificação gerencia um banco de dados que contém imagens da face, impressões digitais e assinaturas de todas as pessoas que solicitaram carteira de identidade, bem como fragmentos de impressões digitais provindas de locais de crimes e um acervo contendo as informações sobre  suspeitos de praticar atos ilícitos no Tocantins.

“O novo data center será o único da região Norte com certificação Tier III, um reconhecimento de seu alto padrão de segurança e eficiência operacional. O banco de dados destaca a infraestrutura tecnológica do Tocantins, mas também coloca o Estado como uma referência, sendo o primeiro a implementar um banco desse porte na região Norte. Esse avanço tecnológico promete transformar a Segurança Pública, proporcionando uma infraestrutura robusta e confiável para abrigar os dados. Por isso,  agradecemos ao governador Wanderlei Barbosa, à Bancada Federal do Tocantins, em nome da senadora Dorinha, e ao Ministério da Justiça pelos recursos que vão fazer acontecer esse grande avanço”, destacou o secretário.

A diretora do Instituto de Identificação Elaine Monteiro Tonon explica que haverá um treinamento intensivo com os servidores que irão operar o novo data center. “Este treinamento é crucial para garantir que os profissionais estejam preparados para lidar com a complexidade e as especificações técnicas do sistema. O data center irá integrar tanto os sistemas de segurança civil quanto criminal, assegurando uma gestão mais eficiente das informações”, destaca.

A previsão é que o novo sistema passe a funcionar ainda neste semestre.

Funções

Dentre as funções do sistema estão fortalecer o processo de identificação civil, resultando em um melhor atendimento à população, com agilidade e segurança na emissão da carteira de identidade; potencializar a capacidade investigativa e o índice de resolução de crimes; e possibilitar a integração e a verificação de indivíduos, por meio de comparações biométricas com as diversas bases já existentes nos estados, bem como na Polícia Federal. 

Além disso, possibilitará a ampliação dos registros no banco de dados, abrangendo os cadastros dos visitantes do sistema carcerário e dos servidores com carteiras funcionais a serem emitidas pela SSP/TO; a ampliação do acesso e da utilização do banco de dados pelos agentes da Secretaria; o maior controle e segurança nos locais de acesso restrito; a obtenção de imagens para inclusão nos laudos e captura de imagens de vestígios para fins de pesquisa forense; o fornecimento de serviço de conferência multibiométrica mais seguro.

No Tocantins, o Instituto de Identificação é responsável por emitir o documento de identidade, armazenar informações e gerenciar estatísticas criminais, (inquéritos policiais e ações penais), prisionais, funcionais, bem como realizar perícias papiloscópicas, necropapiloscópicas, prosopográficas, retratos falados e projeções de imagens. Com o data center em pleno funcionamento, a Segurança Pública do Tocantins contará com um suporte tecnológico de ponta. 

Recursos

O valor do investimento na contratação do sistema é de R$ 15.832.290,00. Os recursos são oriundos de convênio via Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do Ministério da Justiça.

No mês de abril do ano passado, o governador Wanderlei Barbosa esteve em audiência com o então ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, para tratar da efetivação de repasses vinculados ao Ministério, visando ao fortalecimento das instituições de Segurança Pública e contemplando o Tocantins com emenda no valor de R$ 20 milhões.

A Bancada Federal do Tocantins também deu importante contribuição para a alocação do recurso. A coordenadora da Bancada, senadora Professora Dorinha, e o secretário de Representação em Brasília, Carlos Manzini, juntamente com o secretário Wlademir e a diretora do Instituto de Identificação Elaine Monteiro Tonon, também participaram da reunião que visava a liberação do recurso.