Palmas
31º
Araguaína
33º
Gurupi
31º
Porto Nacional
31º
EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Primeira Escola Estadual Bilíngue de Surdos do Tocantins inicia ano letivo

06 fevereiro 2024 - 09h31

O ano letivo da primeira Escola Bilíngue de Surdos do Tocantins teve início nesta segunda-feira, 5. O momento foi de muita emoção para os estudantes surdos, surdocegos, deficientes auditivos e com outras comorbidades que utilizam a Língua Brasileira de Sinais (Libras) para se comunicar. A escola é gerida pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), e funciona na Quadra 303 Norte, na Escola Criança Esperança, em Palmas.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

A escola terá jornada ampliada, da qual a modalidade de educação bilíngue será para além dos currículos acadêmicos do ensino regular e atende o eixo educação inclusiva do Programa de Fortalecimento da Educação (Profe). Os níveis ofertados pela escola são 6° ao 9° ano do ensino fundamental; e da 1ª a 3ª série do ensino médio, com turmas de período integral.

O secretário de Estado da Educação, Fábio Vaz, expressou sua emoção e gratidão a toda a equipe da Seduc, incluindo professores, servidores e estudantes, por tornar a Escola Bilíngue uma realidade. Destacou que esta é uma escola-piloto, e o sucesso dela abrirá caminho para sua expansão para outras cidades do Estado. "É uma oportunidade de viver esse novo momento, de pertencer a essa transformação que impactará toda a educação do Tocantins. Esta escola será uma verdadeira oportunidade para o aprendizado, com uma pedagogia diferente, focada na inclusão. Agradeço a todos e desejo sucesso aos nossos estudantes e professores, pois esta escola refletirá o coração da Seduc”.

A gerente de Educação Bilíngue de Surdos da Seduc, Amoriana Borges, agradeceu pela iniciativa inédita do Governo do Tocantins. “Agradeço a todos que acreditaram na concretização desse sonho. Estou realmente muito feliz e grata por todos que colaboraram conosco, que escutaram o nosso clamor, os nossos pedidos. Agradeço também às famílias com seus filhos surdos que também acreditaram nessa proposta. Acredito que nós, da Seduc, podemos fazer esse trabalho grandioso em conjunto com as famílias”.

O estudante Vinícius Nunes Soares, de 17 anos, da 3ª série do ensino médio, falou de sua emoção em estudar na primeira Escola Bilíngue de Surdos do Tocantins. “Ter uma escola assim é muito emocionante. Aqui, a língua de sinais é realmente valorizada. É tudo mais claro e diferente. É como estar em casa, onde a importância da Libras é reconhecida por todos, surdos e ouvintes”, enfatizou.

A mãe da estudante Ana Júlia Araújo Sampaio, do 6° ano do ensino fundamental, Francisca Janaína Araújo Sampaio, disse que a escola representa um grande marco na educação do Tocantins. “A gente vê a identidade surda tendo visibilidade na Escola Bilíngue de Surdos. É um marco da nossa luta, é uma conquista a ser comemorada. E eu percebo que é uma experiência muito forte, pois na minha família a comunicação em língua de sinais é algo natural e a sociedade. A partir de hoje, por meio dessa escola, também poderá ter esse contato com a língua de sinais”, destacou.