Palmas
26º
Araguaína
28º
Gurupi
25º
Porto Nacional
27º
IMUNIZAÇÃO

Saúde debate estratégia de vacinação contra a covid-19

01 fevereiro 2024 - 09h31

Com objetivo de orientar os profissionais da saúde quanto às estratégias de imunização, para alcance de toda a população tocantinense, a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) realizou na quarta-feira, 31, às 9 horas, uma reunião da macrorregional para traçar uma estratégia de vacinação contra a covid-19 deste ano.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

O encontro foi coordenado pela Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS), pela Diretoria de Vigilância das Doenças Transmissíveis e Não Transmissíveis e pela Gerência de Imunização da SES-TO, com a participação de 281 profissionais da saúde, representando 38 cidades do Tocantins.

Com as novas estratégias para 2024, a imunização contra a covid-19 será incluída no Calendário Nacional de Vacinação das crianças de seis meses a menores de cinco anos. Pessoas com maiores chances de contrair doenças e as formas graves delas serão priorizadas. É mantida a recomendação de imunização das pessoas que não fazem parte de nenhum grupo prioritário, as que não foram vacinadas anteriormente ou que não tenham completado o esquema vacinal. Para se vacinar contra a covid-19, é preciso ir a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da residência.

A gerente de Imunização da SES-TO, Diandra Sena, relatou que “no dia 11 de janeiro de 2024, nós tivemos uma reunião onde orientamos os profissionais de saúde das equipes municipais de imunização, quanto à incorporação das vacinas contra a covid-19 no Calendário Nacional de Vacinação Infantil a partir do dia 1° de janeiro de 2024. Já o objetivo desta reunião é a orientação dos profissionais de saúde e das equipes municipais de imunização, quanto às estratégias de vacinação contra a covid-19 para o ano de 2024”.

“A vacinação contra a covid-19 teve grande impacto na redução da morbimortalidade da doença. Apesar da elevada eficácia das vacinas para prevenção de casos graves e óbitos, observa-se uma redução da proteção imunológica alguns meses após a vacinação, principalmente nas faixas etárias a partir de 60 anos de idade, sendo que esta redução se mostrou mais proeminente com o surgimento da variante ômicron e suas subvariantes. Dessa forma, visando à recuperação da resposta protetora da vacinação, foi recomendada a administração de doses de reforços nas diferentes faixas etárias”, afirmou a enfermeira da Gerência de Imunização da SES-TO, Thelma Regina Andrade.

Esquema de grupos prioritários

Os grupos prioritários são os que apresentam maiores chances de contrair doenças e as formas graves delas. Participantes dos grupos prioritários deverão tomar a vacina contra a covid-19 a cada seis meses ou anualmente, dependendo do risco. Pessoas de 60 anos ou mais, imunocomprometidas, gestantes e puérperas devem tomar a cada seis meses.

Deverão ser vacinadas anualmente contra a covid-19, indígenas vivendo em terra indígena e fora da terra indígena; ribeirinhos; quilombolas; trabalhadores da saúde; pessoas com deficiência permanente; pessoas com comorbidades; pessoas privadas de liberdade maiores de 18 anos; funcionários do sistema de privação de liberdade; pessoas vivendo em instituições de longa permanência e seus trabalhadores; adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas; e pessoas em situação de rua.

Orientações

A partir de 2024, a vacinação contra a covid-19 terá como foco as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, que é constituída por três doses, aplicadas com intervalos.

Crianças com 5 anos de idade ou mais, adolescentes, adultos e idosos, que não tenham sido vacinados anteriormente (nenhuma dose prévia) ou que tenham recebido apenas uma dose da vacina contra a covid-19, poderão iniciar e/ou completar o esquema primário de vacinação.

O esquema primário de vacinação consiste em duas doses da vacina contra a covid-19, disponível e recomendada para cada idade, com intervalo mínimo de quatro semanas entre as doses.

Qualquer pessoa do grupo prioritário está apta a receber dose de reforço, no ano 2024 da vacina contra a covid-19 disponível. A indicação é de uma dose anual ou a cada seis meses.

A webconferência da reunião macrorregional da estratégia de vacinação contra a covid-19 no ano de 2024 está disponível no Youtube da Escola Tocantinense do Sistema Único de Saúde (Etsus), no link: https://www.youtube.com/watch?v=O3Px6YPKasA.