Palmas
32º
Araguaína
35º
Gurupi
34º
Porto Nacional
32º
SAÚDE ANIMAL

Tocantins atinge índice de 90,80% na vacinação contra brucelose

15 janeiro 2024 - 10h50

A vacinação contra a brucelose é uma importante ferramenta para a manutenção da saúde animal e humana. O Governo do Tocantins, por meio da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) tem priorizado a prevenção e controle da doença. Dados comprovam que no segundo semestre de 2023, foram vacinadas 407.601 bezerras entre três e oito meses, que correspondem a 90,80% do rebanho em idade vacinal.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

A medida é obrigatória e deve ser realizada no primeiro e segundo semestre de cada ano em bezerras na faixa etária indicada. É necessário procurar uma unidade da Adapec para fazer a declaração mediante apresentação da nota fiscal do produto e atestado de vacinação. Vale ressaltar que, só poderá executar a vacinação o médico veterinário habilitado e/ou seus auxiliares cadastrados. Todo esse cuidado é devido à vacina ser viva e apresentar risco para quem manuseia.  

De acordo com a responsável técnica pelo Programa Estadual de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose (PECEBT), Carolina Silveira Ozório, para quem deixou de vacinar com a vacina Cepa B19 será multado no valor de R$ 5,32 por bovídea fêmea e R$ 127,69 por propriedade. Além disso, terá a ficha cadastral bloqueada até a apresentação da declaração de vacinação com a vacina Cepa RB 51.

Brucelose

A Brucelose é uma doença infecciosa grave, causada por uma bactéria (Brucella Abortus), que ataca bovinos, bubalinos (búfalos), suínos, caprinos, ovinos, caninos e pode ser transmitida ao homem por meio de animais infectados ou consumo de produtos contaminados.  

*Secom Tocantins