Palmas
26º
Araguaína
27º
Gurupi
28º
Porto Nacional
24º
LEVANTAMENTO

Tocantins é o segundo estado com maior número de focos queimadas registrados em 2022

08 julho 2022 - 17h41Por G1 Tocantins

O Tocantins ocupou o segundo lugar no ranking com o número de focos de incêndio no Brasil. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), realizado pelo monitoramento BD Queimadas. De 1º de janeiro de 2022 até esta quinta-feira (7), os satélites identificaram 3.125 focos, número que representa 12,5% do total de 25.095 registros no Brasil.

No período analisado, o estado ficou atrás somente do Mato Grosso, que teve 7.292 focos de incêndio entre as datas. Logo após o Tocantins aparece o Maranhão, com 2.142 focos de queimadas em 2022.

Em apenas um dia, de quarta-feira (6) até esta quinta-feira (7), surgiram 124 focos no estado, número que representa 15,3% do total registado em todo o Brasil, de 811 focos.

De acordo com os dados do monitoramento, Lagoa da Confusão é o município que registrou mais focos, 316. Em seguida aparecem Mateiros, com 216 focos, e Formoso do Araguaia, com 253.

A capital registrou de janeiro até agora 19 focos de incêndio. Um deles ocorreu em uma área verde localizada na região central de Palmas na segunda-feira (4). O fogo começou perto do restaurante comunitário e quase atingiu a garagem onde ficam estacionados os ônibus de transporte coletivo.

No domingo (3), chamas atingiram uma área da Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Miracema, município que já teve 29 focos neste ano, conforme o monitoramento.

A Defesa Civil Estadual alertou, ainda na segunda-feira, que o calor e o tempo seco contribuem para queimadas características da estiagem.

"Nesse período que se estende de maio até outubro, a não precipitação pluviométrica, aumento da temperatura, e baixa umidade relativa do ar favorece que a vegetação do cerrado seque e aí fica muito fácil de queimar", disse o major Alex Matos.

Ações de combate

Em Palmas, a Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) iniciou a campanha educativa de 'Sensibilização e Prevenção às Queimadas na Zona Rural', que irá orientar a população quanto aos cuidados no período e evitar o uso do fogo na estiagem, para minimizar os riscos de incêndios.

A ação começou na última terça-feira (5) na comunidade chacareira próxima à região do Setor Taquari e a primeira etapa vai até o dia 15 de julho.