Palmas
30º
Araguaína
30º
Gurupi
28º
Porto Nacional
30º
SAÚDE

Tocantins recebe novo medicamento para tratamento contra o HIV

20 janeiro 2024 - 08h56

Com intuito de disponibilizar praticidade e qualidade em saúde aos pacientes diagnosticados com Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), a Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) recebeu, em janeiro, do Ministério da Saúde (MS) novos medicamentos para o tratamento contra a doença. Ao Estado, foi entregue o quantitativo de 30.000 comprimidos da medicação Lamivudina 300mg/Dolutegravir 50mg e a medicação já está na Assistência Farmacêutica Estadual (AFE), à disposição dos Serviços de Atendimento Especializados (SAEs).

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

“Anteriormente, os pacientes que faziam uso da terapia dupla tomavam separadamente os comprimidos de dolutegravir 50 mg + lamivudina 150 mg (2 comprimidos). Nesta nova apresentação, as drogas passaram a compor de forma combinada um único comprimido denominado DFC (dose fixa combinada)”, explicou a farmacêutica da SES-TO, Janaína Daniel.

O enfermeiro da área técnica das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/AIDS/ Hepatites Virais/SES-TO, Francisco Teixeira, afirmou que “a substituição será gradual por conta da limitação de estoque da nova apresentação. Neste primeiro momento serão atendidos os pacientes que já faziam uso da terapia dupla e cadastrados antes de 30 de novembro de 2023. Em seguida, passarão a ser contemplados os novos pacientes. Destacamos que não haverá prejuízos quanto ao tratamento, haja vista que se trata das mesmas drogas, o que mudou foi somente a apresentação”.

Quem pode adquirir?

Pacientes que já faziam uso da chamada terapia dupla composta pela união da lamivudina 150 mg (2 comprimidos) + dolutegravir 50 mg, e que apresentem os seguintes critérios: idade igual ou superior a 50 anos, adesão regular, carga viral menor que 50 cópias no último exame e ter iniciado a terapia dupla antes de 30 de novembro de 202”.

A distribuição é gratuita e feita diretamente na Rede de Atendimento às Pessoas Vivendo com HIV (PVHIV), que funciona através dos Serviços de Atendimento Especializados (SAE). No Tocantins são cinco unidades em Palmas (Henfil); Porto Nacional; Araguaína (HDT); Paraíso e Gurupi.

Dados

Dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN/MS) apontam que foram registrados no Tocantins, em 2023, 338 casos de (HIV) e 92 casos de AIDS. Aproximadamente 3.381 pessoas estão em acompanhamento nos cinco Serviços de Atenção Especializada (SAE) de todo o Estado.

Prevenção

Recomendado por especialistas como a melhor forma de prevenção às ITS/ IST/AIDS/Hepatites Virais os preservativos são uma política adotada no Sistema Único de Saúde (SUS) e só em 2023, foram distribuídos para à população tocantinense 1.995.552 preservativos masculinos, 55.200 preservativos femininos e 37.000 unidades de gel lubrificante.

*Ascom