Palmas
31º
Araguaína
34º
Gurupi
34º
Porto Nacional
32º
ECONOMIA

Tocantins tem saldo positivo de mais de 50 mil empregos gerados

11 junho 2024 - 11h35

Como consequência direta dos investimentos realizados pelo Governo do Tocantins para fortalecimento da economia, o Estado registrou resultados positivos na geração de empregos por três anos consecutivos e também nos primeiros meses de 2024. Foram mais de 50 mil postos formais criados durante o período no Estado.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

O governador Wanderlei Barbosa comemora o saldo positivo  apontado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Conforme dados estatísticos levantados pela Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan),  o Tocantins também está passando por bons momentos econômicos. Exemplo disso são as projeções dos cenários econômicos feitas pelo Banco do Brasil, que apontam um crescimento do PIB 2024 de 4,1%, o segundo maior do Brasil, tendo ainda uma projeção da taxa de crescimento do PIB 2023 em 10,9%, maior do país.

“Receber resultados positivos da nossa economia é motivo de satisfação, mas compreender que isso faz parte de muito esforço da nossa gestão e da nossa população é melhor ainda. O nosso compromisso é sempre trabalhar para alcançar mais desenvolvimento para o Estado,  gerar mais oportunidades, empregos, atrair investimentos e produzir com foco no bem estar de todos os tocantinenses”, reforça o governador Wanderlei Barbosa. 

Empregos gerados

 O Tocantins registrou 17.528 novos empregos em dezembro de 2021; 14.339 em dezembro de 2022; 13.561 em dezembro de 2023. Nos quatro primeiros meses de 2024, o saldo acumulado alcançou 6.161, número maior que no mesmo período de 2023 (5.716). 

O estoque de empregos formais, que são aqueles com vínculos ativos, vem crescendo a cada ano; em janeiro de 2021 era de 206.000, em dezembro de 2023 atingiu 251.292 e em abril de 2024 chegou a 256.016. O Tocantins encerrou, então, abril de 2024 com o saldo de mais de 50 mil novos empregos gerados desde do ano de 2021. A taxa de desocupação no primeiro trimestre de 2021 era de 17,1% das pessoas de 14 anos ou mais de idade. No primeiro trimestre de 2024, a taxa do Estado atingiu o valor de 5,5%, demonstrando que os esforços do Governo do Tocantins para melhorar as oportunidades de emprego e renda têm trazido resultados efetivos e mais empregos para os tocantinenses. 

“A gestão do governador Wanderlei Barbosa tem sido pautada no desenvolvimento do Estado como um todo, comprometida com a melhoria da infraestrutura rodoviária e as condições de instalação de novas empresas no Tocantins, além de investimentos estratégicos no desenvolvimento das cidades e melhoria das oportunidades para maior empregabilidade da população, o incremento de sua renda e o consequente crescimento dos índices econômicos e de desenvolvimento a que temos tido acesso", destaca o secretário do Planejamento e Orçamento do Tocantins, Sergislei de Moura. 

Melhor renda per capita do tocantinense

Os indicadores econômicos também demonstram a prosperidade que o Estado vem vivendo. Isso é refletido nos dados recentes divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge) sobre o rendimento nominal per capita da população tocantinense, que, em 2023, alcançou sua maior receita domiciliar per capita (R$ 1.581) desde o início da série investigada, em 2012, quando era de R$ 609. Esse resultado coloca o Tocantins à frente de todos os estados do Norte e Nordeste e a 12ª maior renda no ranking nacional. Na comparação dos anos anteriores, vemos a evolução da condição da nossa população, que em 2022 teve renda per capita de R$ 1.379 e em 2021, o valor foi de R$ 1.028.

Produto Interno Bruto

Segundo as estimativas do Banco Bradesco, a projeção do PIB Tocantins 2024 é de R$ 65,9 bilhões e a do PIB 2023 é de R$ 62,4 bilhões. Já de acordo com os dados dos cenários econômicos apresentados por pesquisa do Banco do Brasil, a projeção de crescimento do PIB 2024 é de 4,1%, a segunda maior do Brasil, tendo ainda uma projeção da taxa de crescimento do PIB 2023 em 10,9%, maior do país. Em 2021, o Produto Interno Bruto do Tocantins já havia alcançado o valor de R$ 51,8 bilhões e uma taxa de crescimento real de 9,2%, a segunda maior do Brasil, atrás apenas do Rio Grande do Sul (9,3%).

Os números representam uma soma da análise dos últimos resultados do Produto Interno Bruto (PIB) com a das projeções feitas por grandes instituições financeiras, que classificam o Tocantins como um dos três estados com maior crescimento no país, uma consequência positiva dos esforços realizados pelo Governo do Estado e de todas as riqueza e serviços produzidos em solo tocantinense.

*Secom Tocantins