Palmas
25º
Araguaína
24º
Gurupi
25º
Porto Nacional
27º
NO TOCANTINS

Vacinação de crianças contra Covid depende de nota técnica do Ministério da Saúde

14 julho 2022 - 14h30Por G1 Tocantins

Ainda não há previsão para o início da vacinação contra Covid-19 em crianças de 3 a 5 anos de idade no Tocantins. Isso porque a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que não recebeu a nota técnica oficial do Ministério da Saúde (MS) sobre a imunização deste público.

A autorização para aplicar a vacina CoronaVac nas crianças desta faixa etária foi aprovada nesta quarta-feira (13) pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A SES informou que o Tocantins está abastecido do imunizante e quando for notificada pelo órgão federal vai repassar a orientação para os 139 municípios.

Em Palmas, a Secretaria Municipal da Saúde (Semus) informou que também aguarda a nota técnica oficial do Ministério da Saúde (MS) com orientações sobre a aplicação do imunizante para o público mencionado.

A decisão de liberar a vacinação, com a CoronaVac, para crianças de 3 a 5 anos foi unânime entre os diretores da Anvisa.

Veja, abaixo, cinco pontos de destaque da aprovação:

CoronaVac está liberada para crianças a partir de 3 anos
Poderá ser aplicada em imunossuprimidos, que são pessoas com baixa imunidade
Imunização será em duas doses aplicadas em intervalo de 28 dias
Vacina é a mesma usada em adultos, sem adaptação de versão pediátrica
A decisão foi tomada após a análise de um pedido apresentado pelo Instituto Butantan em 11 de março para liberação do imunizante contra a Covid-19 para essa faixa etária.

A Coronavac está autorizada para uso emergencial no Brasil desde o dia 17 de janeiro de 2021, mas foi somente em janeiro de 2022 que a agência regulatória autorizou a ampliação do uso da vacina para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos de idade.

Aplicação depende do Ministério da Saúde

Anvisa não determinou quando começa a vacinação: distribuição de doses, cronograma e alteração de planos dependem dos estados e do Ministério da Saúde. Após a aprovação da Anvisa, a medida segue para a Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19 do MS.

O g1 entrou em contato com o Ministério da Saúde questionando quantas doses serão distribuídas e qual o cronograma da pasta, mas o Ministério respondeu apenas que "vai avaliar, junto à Câmara Técnica Assessora em Imunizações, o uso do imunizante nesta faixa etária".

Nesta quarta, logo após aprovação da Anvisa, o Instituto Butantan anunciou que pediu que a CoronaVac seja incluída no Programa Nacional de Imunizações para crianças de 3 a 5 anos.

Em nota, o Butantan declarou que "espera agora que o imunizante seja incorporado ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, de acordo com a demanda necessária e mediante contratação".

Esquema vacinal e composição

O esquema vacinal para crianças a partir de 3 anos é o mesmo recomendado para os adultos: duas doses aplicadas em um intervalo de 28 dias. A vacina será a mesma já aplicada na população em geral.