Palmas
23º
Araguaína
23º
Gurupi
23º
Porto Nacional
23º
CIÊNCIA E TECNOLOGIA

IA pode fazer descobertas na saúde que médicos humanos nunca poderão

10 fevereiro 2024 - 10h32

A incorporação da tecnologia na saúde é tendência inegável. A inteligência artificial (IA) já está presente na triagem de pacientes, auxílio de diagnósticos e análises mais precisas, e até para facilitar a comunicação entre médico e paciente.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

Um novo estudo foi além e propôs que modelos de linguagem direcionados para pesquisas médicas farão descobertas que humanos podem nunca conseguir.

A incorporação da tecnologia na saúde é tendência inegável. A inteligência artificial (IA) já está presente na triagem de pacientes, auxílio de diagnósticos e análises mais precisas, e até para facilitar a comunicação entre médico e paciente.

Um novo estudo foi além e propôs que modelos de linguagem direcionados para pesquisas médicas farão descobertas que humanos podem nunca conseguir.

Já como lembra o MedicalXpress, os modelos de linguagem são capazes de absorver quantidade enorme de dados. Segundo os autores, modelos de linguagem de IA treinados com certos pré-requisitos, como a partir de dados de neuroimagem, genética, genômica unicelular e até mesmo relatórios clínicos escritos à mão, podem fazer descobertas que humanos podem nunca conseguir.

Como IA pode ajudar na saúde

O estudo propõe ser justamente porque a IA consegue absorver número tão grande de dados que consegue analisar aspectos e temas por diferentes abordagens, de forma que seria impossível um humano fazê-lo.

Eles exemplificam: uma pesquisa para o desenvolvimento de medicamentos, se feita por um médico, será analisada e testada a partir de abordagem específica. Já com a IA, é possível usar diferentes abordagens de uma só vez e suprir lacunas que trabalhadores humanos podem não preencher.

No entanto, segundo o autor principal, Danilo Bzdok, há consequências com as quais a área da saúde terá que se adaptar. Por exemplo, pelo volume de dados analisados, pode ser que o cientista não compreenda como a IA chegou em determinado resultado.

Como a área da saúde terá que se adaptar

  • Para Bzdok, mesmo que o médico humano não compreenda o resultado da IA, os modelos de linguagem vão gerar percepções que, por sua vez, ajudarão no progresso clínico e de pesquisas;
  • Porém, a área da saúde não tem a infraestrutura para tornar isso realidade ainda. Ele menciona que é necessário mais poder de processamento e armazenamento;
  • Também é preciso mudança de cultura na área médica, para que as abordagens sejam orientadas por dados e considerem a IA e os modelos de linguagem como possibilidade. Ele destaca que isso não significa que o modelo tradicional de pesquisa vai desaparecer;
  • Ele ainda destaca a necessidade de capitalização e investimento em pesquisas de saúde com IA.

*Olhar Digital