Palmas
25º
Araguaína
27º
Gurupi
24º
Porto Nacional
25º
SAÚDE PÚBLICA

Conselho Municipal aprova Plano de Contingência contra a Monkeypox

19 agosto 2022 - 16h54Por Ascom

A Secretaria Municipal de Saúde se reuniu nesta tarde de sexta-feira, dia 19, com o Conselho Municipal de Saúde, em reunião extraordinária, para deliberar sobre o Plano Municipal de Contingência contra a Monkeypox, popularmente conhecida como a Varíola. O Plano trata sobre as medidas a serem adotadas diante de possíveis infecções pela Varíola. Ele foi aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde, presidido pelo Biomédico João Armando Bandeira Rocha.

“O Plano de Contingência é importante para sabermos quais direcionamentos serão dados ao paciente, que tipo de tratamento será adotado, como será o isolamento dessa pessoa e outras questões que também estão explicadas aqui no Plano, por sinal muito bem elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde”, afirmou João Armando.

De acordo com o Secretario de Saúde, Arllérico André, dentro do Plano tem “toda a linha de cuidado, monitoramento e acompanhamento das pessoas com suspeita ou confirmadas para a varíola”. Arllérico acrescentou que os casos suspeitos serão encaminhados para a Unidade de Saúde Sentinela. “Foi criado um espaço na Sentinela para atender e manter em observação esse paciente”, pontuou o secretário.

Sobre a Monkeypox

A Monkeypox, ou varíola, é considerada uma doença autolimitada, com sintomas que podem durar de 2 a 4 semanas. De acordo com o gestor da Saúde, “a transmissão de humano para humano se dá por meio de contato próximo com fluídos corporais, lesões na pele, objetos ou superfícies contaminadas, gotículas, aerossóis e ou contato íntimo”.

Os sintomas são: febre, dor de cabeça, dor muscular, dor nas costas, calafrios, exaustão e lesões cutâneas.

O tratamento é sintomático é uma das principais formas de prevenção é através da vacina específica contra a varíola, de acordo com Arllérico André, a última campanha de vacinação contra a varíola ocorreu 1974, “porém alguns países já estão trabalhando com a produção do imunobiológicos e vacinando alguns públicos alvos da  população e logo o Ministério da Saúde divulgará as diretrizes para a vacinação aqui no Brasil também”, finalizou Arllérico.