Palmas
26º
Araguaína
24º
Gurupi
23º
Porto Nacional
27º
EDUCAÇÃO

Escola de Sandolândia vence prêmio com projeto de criação de aves

02 abril 2024 - 08h54

As boas práticas da educação tocantinense estão sendo reconhecidas e premiadas pelo Governo do Tocantins, por meio do prêmio Escola que Transforma. A iniciativa da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) integra as ações do Programa de Fortalecimento da Educação (Profe) e destinou R$ 2 milhões para as 57 iniciativas selecionadas em 19 modalidades. A Escola Estadual Padre José de Anchieta, localizada no distrito de Dorilândia, em Sandolândia, foi a campeã na modalidade Educação do Campo - Ensino Médio - Esfera Estadual, com o projeto Galo da Roça

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

Desenvolvido pelo professor Rodrigo de Carvalho no decorrer do ano letivo, as atividades possibilitaram aos estudantes aprenderem na prática sobre a criação, o abate e a comercialização de aves. Conforme o professor, o aprendizado do projeto oportuniza uma nova fonte de renda para os educandos e ainda diversifica a alimentação das famílias. "O Galo da Roça foi pensado com a proposta de ofertar uma disciplina eletiva que buscasse o reconhecimento e a valorização das vivências culturais da comunidade local, além de permitir o aprendizado, que busca garantir a segurança alimentar e o incremento da renda familiar. A intenção foi permitir que os estudantes se apropriassem de saberes ainda desconhecidos e enriquecessem aqueles que já possuíam".

 A unidade curricular eletiva mesclou atividades teóricas e práticas, relativas ao cotidiano da zona rural, abordando a criação de animais de pequeno porte, como galinhas, codornas e patos. Os estudantes aprenderam sobre a produção em galinheiros suspensos, com o uso de pequenas áreas de terra.

"Embora a criação de galinhas seja uma prática comum da população local, com as aulas, foram agregados conhecimentos técnicos que permitem o melhor desenvolvimento dessa prática, seja ela como atividade econômica ou para a alimentação da família dos estudantes", enfatizou o professor.

Para o estudante Luiz Ribeiro de Moraes Filho, que cursa a 1ª série do ensino médio, a experiência foi enriquecedora e um importante incentivo ao empreendedorismo juvenil. "Construímos o galinheiro, aprendemos a cuidar dos pintinhos e fizemos isso por três meses. Depois, aprendemos a fazer o abate. Foi muito bom aprender a criar da forma correta, nesse prazo de 90 dias", relatou.

Ter o projeto entre os 57 melhores do Estado foi uma grata satisfação para a equipe da Escola Estadual Padre José de Anchieta. "Sentimos uma alegria imensa por termos sido selecionados, principalmente os nossos estudantes que sentiram essa valorização das ações das escolas do campo", destacou o educador.

Premiação 

A premiação Escola que Transforma foi destinada aos profissionais titulares dos projetos e estudantes protagonistas selecionados em 1°, 2° e 3° lugar de cada modalidade.

Para os autores das iniciativas, o valor é de R$ 10 mil para o 1° lugar, R$ 8 mil para o 2° colocado e R$ 5 mil para o 3°. Os 10 estudantes protagonistas envolvidos nas ações receberão R$ 1 mil, para os classificados em 1° lugar; R$ 800 para os do 2° lugar; e R$ 500 para os da 3ª colocação.

Na categoria Unidades Escolares, foram destinados R$ 30 mil para as escolas cujos profissionais titulares dos projetos/ações obtiveram classificação em 1° lugar; R$ 20 mil para o 2° lugar e R$ 10 mil para as de 3° lugar.