Palmas
29º
Araguaína
28º
Gurupi
30º
Porto Nacional
24º
CRIME AMBIENTAL

Fazendeiros retiram água de rios sob proteção e são notificados pelo MPTO

02 setembro 2022 - 11h51Por Da redação

Um procedimento para investigar captações de água em larga escala no rio Pium foi aberto pelo Ministério Público do Tocantins nessa quarta-feira (31). A retirada ocorreu em um período onde estava vedado o uso das águas do desfiladeiro, que vai de agosto a novembro. 

Duas bombas foram flagradas retirando água do rio para irrigar plantações que juntas correspondem a mais de 1.400 campos de futebol em duas grandes fazendas no município de Cristalândia. As barragens que servem somente para permitir captações em larga escala, se tornam grandes lagos quando represados e desviados para os extensos canais de irrigação.Os proprietários foram notificados.

Tanto a bacia do Rio Araguaia quanto as suas sub-bacias (que incluem o rio Pium) sofreram na última década grandes períodos de seca. De acordo com o Centro de Apoio Operacional de Urbanismo, Habitação e Meio Ambiente (Caoma), juntamente com as grandes captações de água para projetos industriais, os danos ambientais que a retirada do seu volume pode causar são irreversíveis, como a perda de peixes e a seca dos rios.