Palmas
31º
Araguaína
34º
Gurupi
34º
Porto Nacional
32º
COLETA SELETIVA

Prefeitura implanta 25 pontos para receber vidros para reciclagem

19 janeiro 2024 - 11h56

O programa de Coleta Seletiva da Fundação Municipal de Meio Ambiente (FMA) está avançando a passos rápidos na Capital e neste início de ano já recebe vidro em 25 dos 39 ecopontos disponibilizados em todas as regiões da Capital. Em todos, além destes resíduos, o cidadão já pode depositar papel/papelão, metais e plástico.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

O serviço de coleta é coordenado pela Diretoria de Gestão Ambiental da FMA e faz parte do Programa Renova Palmas, que apoia a gestão dos resíduos sólidos na Capital. O vidro recolhido no programa de coleta seletiva é encaminhado à indústria para ser remanufaturado.

Podem ser descartados nos ecopontos somente os vidros a vácuo, tais como garrafas de bebidas em geral, frascos de alimentos, perfumes e cosméticos. Materiais como blindex, vidros de carro e espelho ainda não são coletados no Município. Também não devem ser dispensados nos pontos de coleta lâmpadas, louças de cristal, cerâmica ou porcelana, bem como vidros de medicamentos, uma vez que estes materiais devem ser recolhidos pelas indústrias fabricantes, dentro do processo de logística reversa.

A FMA orienta que o cidadão que deve embalar o vidro de forma a prevenir acidentes. “Não é necessário retirar rótulos, mas os recicláveis devem estar limpos e se forem perfurocortantes devem ser embalados de forma a proteger de acidentes a pessoa responsável pela coleta”, orienta Ariela Cavalcate, responsável pelo Programa Renova Palmas.

Recicláveis em geral

Para descartar os recicláveis nos pontos de coleta, o cidadão deve antes acondicionar os objetos limpos e secos e separá-los por categoria. Estes descartáveis poderão ser transformados em renda para as famílias de catadores locais. Além de beneficiar estas pessoas, a reciclagem também ajuda a prolongar a vida útil do Aterro Sanitário Municipal, uma vez que o local passa a receber um volume menor de lixo.

Outras possibilidades

Além do papel/papelão, plástico, metal e vidro, é possível reciclar outros produtos potencialmente poluidores. Embora o Município não ofereça o serviço diretamente, a coleta é de obrigação dos fabricantes por meio da logística reversa. Exemplo dos materiais que devem ser descartados nesta modalidade são pilhas, lâmpadas, remédios e agrotóxicos. Então, cabe ao cidadão pesquisar pontos de coleta de cada tipo de resíduo. Por exemplo, algumas farmácias, especialmente de grandes redes, recebem medicamentos vencidos e embalagens. Alguns supermercados recebem pilhas e lâmpadas queimadas, assim como algumas lojas de eletroeletrônicos. Em Palmas, existe ainda o Instituto Natura Vida (INA), que é uma central de recebimento e logística reversa, localizado na avenida Teotônio Segurado, Quadra (102 Sul), Conjunto I Lote 2A.