Palmas
24º
Araguaína
23º
Gurupi
22º
Porto Nacional
23º
NA CAPITAL

Procura por testes de Covid cresce após aumento no número de casos

14 fevereiro 2024 - 20h01

Aumentou nas últimas semanas a procura por testes rápidos para Covid-19 em farmácias da capital. Conforme especialistas, há uma tendência de aumento dos casos silenciosos no período pós Carnaval. Na segunda semana de fevereiro o município registrou quase mil casos ativos.

De acordo com a farmacêutica Auricélia Marques a busca por testes cresceu exponencialmente em relação a dezembro de 2023. “Em dezembro a gente vendia em média um a dois testes de covid por semana. Na última semana de janeiro até a primeira semana de fevereiro [vendemos] em média 7 a 10 testes por dia”, comenta.

O teste também está disponível na rede pública de saúde e pode ser feito em até 72 horas a partir do aparecimento de sintomas gripais, como febre, tosse, dor de garganta, coriza ou dificuldade respiratória.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) relatou 919 casos ativos entre os dias 28 de janeiro e 3 deste mês. Apesar de não serem números altos como nos anos da pandemia, a população precisa redobrar a atenção para o reforço dos protocolos sanitários.

O médico infectologista, Flávio Milagres, afirma que a nova variante possui capacidade de transmissão maior que a anterior e por isso os cuidados devem ser reforçados.

A covid continua em circulação e em períodos distintos aumenta, nós temos visto isso no mundo. No Brasil há uma variante diferente que tem uma capacidade de transmissão maior e que foge da eficácia dos mecanismos de proteção da vacina”, reflete.

Vacinação

Uma nova subvariante da Covid-19 foi confirmada no Tocantins e com aumento dos casos no início de 2024, os órgãos de saúde orientam o reforço da vacinação, que é a melhor forma de proteção contra a doença. De 1º a 27 de janeiro, três pessoas morreram após contraírem a forma grave da covid-19.

A subvariante JN.1.1 foi identificada em uma pessoa que fez o teste em Palmas e teve amostra coletada novembro de 2023. O sequenciamento foi feito pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a confirmação saiu no dia 23 de janeiro.

A forma mais eficiente de combater novos casos e evitar a forma grave da doença é a vacina. O imunizante pode ser ministrado a partir dos seis meses de idade e está disponível nas Unidade de Saúde da Família (USF) em Palmas, das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira.

*G1 Tocantins