Palmas
28º
Araguaína
27º
Gurupi
27º
Porto Nacional
27º
PALMAS

Profissionais de Saúde participam de capacitação em Prova Tuberculínica

24 agosto 2022 - 15h30Por Ascom

Profissionais de Saúde de Gurupi, Guaraí, Palmas e Paraíso do Tocantins estão participando, no período de 22 a 26 de agosto, de capacitação de aplicação e leitura de Prova Tuberculínica (PPD), exame que auxilia no diagnóstico da tuberculose. A capacitação é organizada pela Gerência de Doenças Transmissíveis da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Palmas.

A Prova Tuberculínica (PPD) ou Reação de Mantoux é um exame amplamente utilizado no auxílio do diagnóstico da tuberculose. É considerado um teste auxiliar, pois, de forma isolada, não confirma o diagnóstico, mas revela se o indivíduo já teve contato com o Bacilo.

A enfermeira, Izaura Caroline Freitas Sousa de Oliveira, de Paraíso do Tocantins está participando do treinamento. “O PPD, treinamento que estamos tendo tem sido maravilhoso, pois vemos na prática quais são os casos que podem aparecer após a aplicação da proteína é assim fazer uma boa avaliação do paciente é assim realizar de fato o tratamento correto”, disse.

O gerente de Doenças Transmissíveis da SES-TO, Rhonner Uchôa disse que a Secretaria trabalha para ampliar a quantidade de profissionais capacitados no Estado. “A última capacitação em PPD ocorreu em 2014, portanto, há um déficit de profissionais para realizar o teste, por esse motivo está sendo ofertada a Capacitação de Aplicação e Leitura do PPD para multiplicadores que auxiliarão nas próximas capacitações que ocorrerão em 2023 e 2024 em todas as regiões da Saúde para melhor acompanhamento e controle da doença”.

Dados

No Tocantins foram diagnosticados 250 casos novos de tuberculose em 2021 e este ano foram registrados 153 casos novos, dados parciais.

A doença

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões, embora possa acometer outros órgãos e/ou sistemas. A doença é causada pelo Mycobacterium tuberculosis ou bacilo de Koch.

O tratamento é à base de antibióticos e tem duração de seis meses. É 100% eficaz, mas não pode haver abandono nem irregularidade, é importante que o paciente seja acompanhado por equipes com médicos, enfermeiros, assistentes sociais e visitadores devidamente preparados, para a correta ingestão dos medicamentos. O tratamento irregular pode resultar em complicações da doença