Palmas
26º
Araguaína
27º
Gurupi
28º
Porto Nacional
24º
QUALIFICAÇÃO

Saúde de Palmas capacita enfermeiros sobre acolhimento e classificação de risco nas UPAs

12 agosto 2022 - 11h30Por Prefeitura de Palmas

Enfermeiros das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Palmas, das regiões Sul, Norte e Taquaralto participam de treinamento sobre Acolhimento com Classificação de Risco (ACR) de Urgência e Emergência. O curso é ministrado pelo Núcleo de Educação em Urgências (NEU), da Diretoria de Média e Alta Complexidade (DMAC), da Secretaria Municipal da Saúde (Semus). 

A capacitação começou na quinta-feira, 11, e continua no dia 18 de agosto, e nos dias 15, 22, 29 de setembro, das 8 às 18 horas, na sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), localizado na margem da TO-050, na ASR-SE 95 - Quadra 912 Sul. Conforme Babbie Rodrigues, responsável da Área Técnica de Urgência e Emergência da DMAC, 117 enfermeiros participam do curso, que tem o objetivo de mostrar o ACR como um instrumento organizador e humanizador dos processos de trabalho nas UPAs, na tentativa de melhorar e consolidar o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). 

São parceiros do evento o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e a direção do Hospital Geral de Palmas (HGP). Durante as manhãs, os profissionais participam de painel sobre inteligência emocional com o administrador e profissional da área de desenvolvimento pessoal, Aeronssaytt Gomes de Oliveira; no mesmo período são capacitados sobre acolhimento nas UPAs com a psicóloga da Semus, Paloma Graciano de Carvalho Moura. 

No período vespertino, os enfermeiros recebem treinamento sobre a classificação de risco voltada para o adulto, com a enfermeira Karlla Souza Luz - coordenadora do Núcleu de Educação em Urgências. E, ainda, passam por aperfeiçoamento sobre a classificação de risco pediátrica, com Douglas Batista de Paula - enfermeiro do Pronto Socorro Pediátrico do HGP. 

A enfermeira Xênia Pollyana Amorim Galvão atua na UPA Norte e esteve na capacitação dessa quinta-feira. Para a profissional, o treinamento serviu para aprimorar o protocolo de atendimento diário e rotina das UPAs. “Por meio de atualização do conhecimento e apoderamento dos protocolos conhecidos temos condições de acolher melhor os nossos pacientes, oferecendo mais qualidade à Urgência e Emergência do SUS”, afirma.