Menu
Busca sexta, 22 de novembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
22ºmin
Assembleia Legislativa - Novembro
COLUNA

Opinião Formada

Infiel

20 setembro 2010 - 12h22

O vereador Gerônimo Cardoso, candidato a deputado estadual pelo PMDB, está numa situação realmente confortável: resolveu de última hora ser infiel ao seu partido e ao invés de apoiar o candidato à reeleição, governador Carlos Gaguim (PMDB), resolveu apoiar o seu antigo “desafeto político” Siqueira Campos (PSDB).


A escolha...
Que Gerônimo está “bem arrumado” é evidente. Hoje é a única liderança araguainense expressiva que apóia Siqueira ao governo do Estado na cidade.
 

Outros
Além de Gerônimo, os únicos apoios de lideranças que Siqueira tem são de: Ronaldo Dimas (PSDB), que já sofreu duas derrotas seguidas, uma para a reeleição à Câmara Federal e a outra na última eleição de 2008 à prefeitura de Araguaína. Também quem está ao lado de Siqueira em Araguaína é o empresário do ramo farmacêutico, Josué Luz (PSDB), que já pleiteou uma cadeira na Assembléia Legislativa em 2006, porém não alcançou êxito. A única liderança com mandato que o apóia é a vereadora Terezona (PTB). O restante são ex-vereadores e alguns poucos líderes de bairros.

Bons tempos...
Isso nem se compara, aos tempos em que o ex-governador tinha mais de 90% das lideranças do Estado sob o seu comando.


Ex-liderança
Espero que o caminho do vereador não seja o mesmo do jornalista Antônio Rezende que foi uma verdadeira pedra no sapato do então governador Siqueira Campos (PSDB), conseguiu com isso se tornar uma grande liderança em Araguaína ao ponto de ser o mais votado para a Câmara Municipal, mesmo não se elegendo devido ao seu partido na época, o (PT), não ter alcançado o coeficiente para elegê-lo vereador.


Aposta errada
Quem parece ter “caído” no mesmo erro de Rezende, foram também: o ex-deputado federal Edmundo Galdino e seu irmão, o ex-vereador Xeroso, que da mesma forma eram grandes críticos da política de Siqueira e que, coincidentemente, após subirem no palanque do líder tucano, sofreram grandes derrotas nas urnas.
 

Mudando de assunto
A situação do atual secretário de saúde de Araguaína Eduardo Medrado não é nada confortável, o programa do candidato a governador Siqueira Campos (PMDB) tem mostrado a dura realidade de quem tenta marcar uma consulta no ambulatório do bairro São João.

Boatos
A coisa ficou tão feia que surgiram boatos de reforma no governo do prefeito Valuar Barros (DEM). O mais estranho é que na notícia veiculada no site O Melhor da Amazônia, o nome do secretário não foi citado.

Siqueirista?
O que todos nós sabemos é que Medrado sempre foi muito ligado à Siqueira, ao ponto de ter administrado a saúde do Estado por vários anos na época que o ex-governador comandava o Palácio Araguaia. Não dá para acreditar que Medrado teria a coragem de usar o poder que exerce como gestor da Secretaria Municipal de Saúde, para ajudar o seu antigo amigo a prejudicar a candidatura de Carlos Gaguim (PMDB).

Arremate...
Em política muito se ouve e pouco se acredita, o certo mesmo é que 03 de outubro está próximo, data na qual tudo se esclarece, quem tem voto se elege e some por uns tempos, se não é para fugir dos eleitores com certeza se esconderá dos credores. Afinal quem tiver o apoio do “povo” para se eleger terá quatro anos para pagar as contas, coitado mesmo é do candidato que não alcançar tal êxito. Restará somente esperar o próximo pleito ou desistir da política.

AO VIVO