Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
32ºmax
22ºmin
Assembleia Legistativa Março
MAIS DE 30 VÍTIMAS

Falsos instrutores de auto escola aplicavam golpe da CNH em cidades do interior

02 novembro 2019 - 09h31

Dois suspeitos de 28 e 36 anos foram presos em flagrante pela prática do crime de estelionato, no final da tarde da última quinta-feira (31), no município de Itacajá.

De acordo com a delegada os dois suspeitos chegaram à cidade na terça-feira (29) e passaram a ofertar os cursos através de veículos de som atraindo uma vítima na cidade. O rapaz contratou o curso para habilitação categoria AB e entregou um Notebook avaliado em R$ 1.800, como forma de pagamento. Depois disso, a vítima soube que os suspeitos haviam aplicado golpes em outras cidades e pediu o recibo.

Após várias denúncias sobre os golpes que chegavam por grupos de whatsApp, policiais civis da Delegacia de Polícia de Itacajá realizaram a prisão dos suspeitos que se apresentaram como instrutores de autoescola.

Um deles sequer possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Além de Itacajá, eles atuaram nas cidades de Bernardo Sayão, Juarina e Pau D’Arco. Ainda de acordo com as investigações da Polícia Civil, eles ofertavam cursos para habitação de condutores de veículos e motos por valores abaixo dos normalmente praticados no mercado na tentativa de fazer o maior número de vítimas possível e não prestavam o serviço.

Durante as investigações foi confirmado que os suspeitos não possuem credenciais para atuarem como instrutores de trânsito, e não são vinculados a nenhuma autoescola regular.  A polícia suspeita que os golpes somam mais de R$ 50 mil reais de prejuízos contra mais de 30 vítimas.

Um dos suspeito foi autuado em flagrante delito pelo crime de estelionato e o outro responderá em liberdade em procedimento simplificado (TCO) pela contravenção penal de exercício ilegal de profissão.

Logo após a realização dos procedimentos legais cabíveis, o suspeito foi levado à Casa de Prisão Provisória de Guaraí, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

AO VIVO