Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
35ºmax
23ºmin
EM ARAGUAÍNA

Homem é preso após agredir e ameaçar ex-namorada com tiros no meio da rua

09 julho 2021 - 10h42Por Redação

Um homem de 26 anos foi preso pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (09), suspeito de vários crimes em Araguaína no Norte do Tocantins. 

A operação coordenada por Guilherme Torres, delegado-chefe da 2ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (2ª DHPP) foi realizada em uma residência na Vila Goiás, onde estava o Aleksey Franco Fernandes Camargo, suspeito de agressão,  injúria e disparo de arma de fogo em via pública contra sua ex-namorada.

Segundo a polícia, há alguns dias, a vítima compareceu até a Central de Atendimento da Polícia Civil, em Araguaína e registrou um boletim de ocorrência informando que seu ex-namorado havia ido até sua residência e, inconformado com o fim do relacionamento, passou a efetuar disparos de arma de fogo para cima e a xingar a vítima, ameaçando ela de morte. 

Ocorre que, com base no relato, o delegado que estava de plantão identificou que o homem já era investigado pela 2ª DHPP pela prática de um crime de homicídio, ocorrido em uma festa no Setor Tocantins, em 29 de dezembro de 2018. Na ocasião, ele teria se desentendido com um homem e efetuou disparos em direção à vítima que veio a óbito. Na mesma ação, o investigado também feriu outras duas pessoas e conseguiu fugir.  

Diante dos fatos e da periculosidade do homem, o delegado Guilherme Torres representou pela prisão do homem que foi deferida pela Vara de Violência contra a mulher e cumprida nesta sexta-feira. Preso, o homem que além do homicídio, também já possui condenação por violência doméstica e porte irregular de arma de fogo foi conduzido à Central de Atendimento da PC-TO, em Araguaína, e após os procedimentos legais cabíveis, foi encaminhado para à Casa de Prisão Provisória de Araguaína (CPPA), onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário. 

Ainda segundo a autoridade policial, com o principal suspeito preso, o inquérito que apura o homicídio será concluído e enviado ao Poder Judiciário. 

 

AO VIVO