Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
29ºmax
23ºmin
Assembleia Legislativa - Emendas para saúde
ARAGUAÍNA

Jovem baleada por grupo de mulheres morre um mês depois de levar cinco tiros

04 outubro 2019 - 18h16Por Redação

Michele Pereira Farias (22 anos), morreu na tarde desta sexta-feira (04), um mês depois de ser alvejada por vários tiros no bairro São João em Araguaína, Norte do Estado. 

Desde o dia do atentado a jovem permaneceu internada em estado grave no Hospital Regional de Araguaína (HRA), ela foi atingida por cinco tiros, nas regiões do tórax, coxa esquerda e tornozelo. 

O corpo foi encaminhado hoje para o Instituto Médico Legal (IML) de Araguaína, o laudo com a causa da morte ainda não  foi divulgado. 

Entenda

Na noite de 4 de setembro, Michele Farias foi alvo de tiros quando três mulheres em uma moto se aproximaram dela, desceram do veículo e efetuaram vários disparos contra a vítima que tentou correr mas caiu e as autoras armadas continuaram atirando e fugiram em seguida.

O crime aconteceu na Rua Alfredo Nasser esquina com a Rua Humberto de Campos. Uma testemunha que estava no local no momento do atentado, percebeu que além da moto havia um carro dando apoio às mulheres que atiravam contra Michele.

No dia do crime, a polícia conversou com familiares de Michele que disseram que a jovem seria integrante da facção criminosa, Comando Vermelho (CV) e era conhecida pelo apelido de "Arlequina", fato que leva a polícia a crer na possibilidade de o crime ter sido motivado por rivalidade entre gurpos criminosos.  

A Polícia Civil investiga o caso.

AO VIVO