Palmas
33º
Araguaína
34º
Gurupi
34º
Porto Nacional
33º
PARAÍSO DO TOCANTINS

Jovem é obrigado a entrar na própria cova e morre após ser torturado

13 novembro 2023 - 08h16

Um crime registrado em Paraíso do Tocantins impressionou pela crueldade. Wriel Hélio Rodrigues Oliveira, de 26 anos, foi torturado dentro de uma boca de fumo, local usado para venda de drogas. Em seguida, foi levado para as margens de um córrego e obrigado a entrar na própria cova. A vítima levou pelo menos 20 facadas e acabou morrendo.

As informações são da Polícia Civil, que desvendou o crime neste sábado (11), dia em que o corpo foi encontrado às margens de um córrego, perto do setor Vila Regina. Um adolescente de 17 anos foi apreendido e contou os detalhes de como o assassinato aconteceu. Um homem suspeito de envolvimento no homicídio está foragido.

As investigações apontaram que a motivação para o crime seria uma desconfiança dos suspeitos em relação à vítima. “Os autores suspeitavam que a vítima estaria delatando traficantes para a polícia, o que para eles é algo inaceitável. O próprio adolescente declarou ser simpatizante de uma facção criminosa e que já teria cometido pelo menos outros dois homicídios”, destacou o delegado Antonio Onofre de Oliveira Filho.

Conforme o delegado, inicialmente o caso era tratado como desaparecimento, no entanto, durante as investigações surgiu a suspeita de que Wriel pudesse ter sido vítima de homicídio cometido por integrantes de uma facção criminosa.

Conseguimos elementos que apontaram que o adolescente e um comparsa adulto foram os autores. Ao verificarmos que esse adolescente tinha um mandado de busca e apreensão em aberto, demos cumprimento ao mandado e, consequentemente, ele confessou o crime e disse onde teria enterrado o cadáver da vítima que era apenas usuária de drogas”, informou Antonio Onofre.

O menor relatou que Wriel foi capturado na boca de fumo e severamente torturado.

“Em seguida, eles levaram a vítima toda machucada até as proximidades de um córrego no mesmo setor. Lá cavaram uma cova rasa, mandaram a vítima entrar dentro da cova, e depois desferiram diversos golpes de faca, abrindo o corpo da vítima, cortando a vítima toda. Foram para mais de 20 perfurações com golpes de faca, segundo relatos do autor”, informou o delegado.

O adolescente foi encaminhado para a sede da 6ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (DEIC) e autuado em flagrante por ato infracional análogo ao crime de ocultação de cadáver, e ainda responderá pelos homicídios praticados. Após os procedimentos legais, será encaminhado para uma unidade do sistema socioeducativo.

O corpo da vítima foi recolhido pelo Núcleo de Medicina Legal de Paraíso, onde passará por exames de necropsia e antropologia forense. Devido ao avançado estado de putrefação, o cadáver ainda passará por exame de DNA para confirmação de identificação genética, para então ser liberado aos familiares.

Local onde corpo foi encontrado em Paraíso do Tocantins — Foto: Divulgação/Polícia Civil

 

*G1 Tocantins