Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
JÚRI POPULAR

Lavrador é condenado por matar vizinho que denunciou plantação de maconha

05 agosto 2021 - 08h02Por Redação

A Justiça do Tocantins condenou um lavrador a 14 anos de prisão por matar um vizinho que o denunciou por estar cultivando maconha em uma propriedade na zona rural de Peixe no Sul do Tocantins. 

O  lavrador Rodriano Pereira da Silva, hoje está com 35 anos mas o crime aconteceu em 2008, quando ele matou Juracy Ferreira Rodrigues, que estava com 37 anos.

De acordo com a Justiça, na época da denúncia o lavrador trabalhava em uma fazenda e teria plantado os pés de maconha em uma área remota, sem o conhecimento dos donos da propriedade. Juracy Ferreira era vizinho da fazenda e achou melhor avisar sobre a plantação.

Após a denúncia, os pés de maconha acabaram destruídos e diante disso, Rodriano Pereira teria planejado o assassinato para se vingar de Juracy.

O inquérito sobre o caso aponta que no dia do crime, Rodriano foi até a residência da vítima, onde pediu um copo d'água e conversou amigavelmente com Juracy e familiares. Em seguida, sem qualquer discussão, sacou uma arma de fogo, tipo revólver, e disparou dois tiros contra a vítima que não resistiu aos ferimentos.

No julgamento o réu foi representado pela Defensoria Pública e confessou o crime e foi condenado pelo júri popular a 14 anos de prisão. Ele está detido desde março de 2019 e o tempo que já passou preso deve contar para o cumprimento da pena.

AO VIVO