Palmas
30º
Araguaína
33º
Gurupi
32º
Porto Nacional
28º
NA CAPITAL

Luxúria, Beira Lago e Neguinho das armas são presos em operação policial

29 novembro 2023 - 08h08

Mais três mandados de prisão e cinco de busca e apreensão foram cumpridos nesta terça-feira, 28, na Unidade Penal de Palmas, em razão da deflagração da 3ª fase da Operação Gotham City, realizada pelas equipes da 1ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP - Palmas). 

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

Foram alvos dos mandados de prisão W.O.C. (Luxúria ou LX), 28 anos; L.F.M.G. (Beira Lago), 25 anos; e O.L.A. (Neguinho das Armas), 27 anos. Já os mandados de busca foram cumpridos nas celas dos alvos de prisão e de mais dois suspeitos envolvidos no crime de homicídio que vitimou Leandro Ribeiro Nogueira, 32 anos, ocorrido no dia 5 de junho deste ano.

Leandro foi morto quando trafegava em sua moto pelas ruas do Jardim Aureny I. Conforme apurado durante a investigação, dois indivíduos a bordo de uma motocicleta, realizaram acompanhamento da vítima e efetuaram disparos de arma de fogo contra a vítima que caiu por cima de sua motocicleta. 

“Como demonstramos durante a coletiva de imprensa realizada na semana passada, temos provas contundentes de que o LX é o mandante de vários outros crimes de homicídio ocorridos no primeiro semestre deste ano na Capital. Esse é mais um mandado que está sendo cumprido em razão de outra morte que aconteceu neste contexto de disputa de poder entre as duas principais facções do país com ramificações em todos os estados”, destacou o delegado Eduardo Menezes, responsável pela investigação.

Com a deflagração da terceira fase da Operação Gotham City, a 1ª DHPP acumula ao longo do ano o total de 84 prisões.

Outras prisões

Na quinta-feira, 23, a equipe da 1ª DHPP deu cumprimento a outro mandado de prisão em desfavor de LX, em razão do homicídio de Wesley Dias Carvalho, 37 anos, ocorrido no dia 3 de junho deste ano, em um restaurante na quadra ASR-SE 15 (112 Sul).

Beira Lago também foi preso pela 1ª DHPP, no dia 14 de agosto deste ano, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão em sua residência. Ele foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

Já Neguinho das Armas foi preso no dia 6 de julho, pela Polícia Militar, por tráfico de drogas, ocasião em que apresentou um documento falso. Entretanto, foi reconhecido pelos investigadores da 1ª DHPP que acionaram o serviço de papiloscopia da Polícia Científica para averiguar a real identidade do suspeito. No dia seguinte, o delegado titular da DHPP - Palmas, Guilherme Torres, foi até a unidade prisional junto com um papiloscopista que confirmou a identidade de Neguinho das Armas. Com a confirmação foi dado cumprimento a um mandado de prisão pelo duplo homicídio que vitimou o casal Giovanna Alessandra Ribeiro da Silva, 23 anos, e Wenesph Freitas da Silva, 30 anos, crime ocorrido em 13 de janeiro de 2022, em Palmas.

Líderes da organização

LX é o número um de uma facção carioca atuante no Tocantins. Conforme as investigações da Polícia Civil, LX ao lado de Carlos Augusto Silva Fraga, o Dad Charada, são responsáveis pela onda criminosa que aterrorizou a Capital no primeiro semestre do ano.

As investigações apontaram que, após ser expulso de uma organização paulista com ramificações no Tocantins, Dad Charada foi cooptado por LX para fazer parte de sua organização. Ao ser aceito na facção rival, Dad Charada recebeu a missão de Luxúria para “abater” as lideranças de sua antiga organização.  

“O objetivo de LX e Charada era deixar a facção paulista, que é maior em termos de efetivo, sem líderes, fazendo com que os pequenos fossem cooptados também para a facção carioca. LX colocou todo seu efetivo operacional à disposição para executar o plano de mortes. No meio disso tudo, Charada aproveitou para se livrar de alguns desafetos da antiga facção. Como ele conhecia bem os membros do outro lado, os executores partiam já com o alvo certo e com todas informações possíveis, de forma que era praticamente impossível não cumprir a missão”, reiterou o delegado Eduardo Menezes. 

 Beira Lago, por sua vez, se auto intitula membro do conselho da facção, responsável por fiscalizar o andamento do comércio de entorpecentes. “Em uma das cartas que deixou, Dad Charada fazia algumas recomendações a LX e ao Beira Lago, o que comprova a importância deles dentro da organização”, destaca o delegado.

Já Neguinho das Armas é tido como um matador da facção. Ele ainda é investigado por mais dois crimes de homicídios ocorridos em 2021.

*Secom Tocantins