Palmas
28º
Araguaína
25º
Gurupi
27º
Porto Nacional
28º
NORTE DO ESTADO

Membro de facção é condenado por matar homem por dívida de tráfico

20 novembro 2023 - 09h12

Em Colinas, o Tribunal do Júri acatou as teses do Ministério Público do Tocantins (MPTO) e condenou Leandro Castro de Souza a 14 anos de prisão por homicídio qualificado por motivo torpe e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima Talles Brasil, que foi atraída ao local do crime e morta, em uma emboscada, com três disparos de arma de fogo.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

O crime ocorreu em 2018.  Leandro, também conhecido como "Latrô", (forma reduzida da palavra latrocínio) havia se deslocado a Colinas para dar cumprimento a seis "decretos de morte” emitidos pelos superiores de uma facção criminosa contra cinco membros de outra facção e um membro da própria facção à qual “Latrô” pertencia. 

Ficou apurado que o réu e a vítima eram membros da mesma  facção criminosa. A vítima teria sido atraída ao local do crime sob o pretexto de que ele e o réu iriam pegar integrantes da facção rival. O motivo do crime teria sido uma cobrança de dívida de drogas.

Segundo a denúncia, o réu matou uma pessoa e tentou matar outras duas. “Escalada que só foi cessada com  o trabalho conjunto das polícias civil e militar”, informou  o promotor de Justiça que atuou no Júri, Caleb de Melo.

Esta é a segunda condenação de “Latrô” na comarca de Colinas, onde responde também por crimes de tráfico e roubos.

*Ascom MPTO