Palmas
28º
Araguaína
27º
Gurupi
27º
Porto Nacional
27º
VÍTIMA DENUNCIOU

Servidor público é preso após manter esposa grávida em cárcere privado

01 abril 2024 - 09h44

Um servidor público do Estado foi preso na tarde de domingo (31), suspeito de manter a esposa grávida em cárcere privado. A própria vítima quem denunciou. 

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

O homem que não teve o nome divulgado foi preso quando estava retornando para casa, em Paraíso do Tocantins. A Polícia Civil informou que a própria esposa teria chamado os militares porque o marido a deixava trancada em casa quando saía para trabalhar.

O denunciado é servidor da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e atua em regime de contrato desde junho de 2023 no Hospital Geral de Palmas (HGP). A função e o nome dele não foram divulgados.

BARREIRA POLICIAL 

A prisão aconteceu depois da denúncia e resgate da vítima. Policiais de Palmas chegaram a ir até o local de trabalho do denunciado mas ele não foi localizado. 

Diante da situação, os militares montaram uma barreira policial na entrada da cidade e o suspeito foi preso assim que foi barrado na abordagem e conduzido para a 9ª Central de Atendimento da Polícia Civil. Depois dos procedimentos na delegacia, o suspeito foi levado para a Unidade Penal Regional de Paraíso e está à disposição da Justiça.

Segundo apurado pela PM, o homem matinha a esposa trancada desde janeiro deste ano. 

Em nota, a SES informou que assim que fosse notificada sobre o caso iria proceder com "as diligências necessárias e aplicará as sanções legais cabíveis".

O QUE DIZ A SES:

A Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO) informa que não foi notificada a respeito do caso e o citado é servidor contratado da Pasta desde junho de 2023, lotado no Hospital Geral de Palmas (HGP).

A SES-TO destaca que não coaduna com quaisquer atitudes que ferem a legislação vigente e caso seja notificada, procederá as diligências necessárias e aplicará as sanções legais cabíveis.