Palmas
28º
Araguaína
30º
Gurupi
30º
Porto Nacional
32º
ESTAVA FORAGIDO

Suspeito de matar segurança de supermercado em Araguaína é preso no Pará

23 fevereiro 2024 - 08h48

Um indivíduo de iniciais J.M.B.M., de 53 anos, apontado como sendo o autor de um latrocínio praticado contra um segurança de um supermercado de Araguaína, no ano de 2023, foi preso pela Polícia Civil do Tocantins, nesta quarta-feira, 21, na cidade de Eldorado dos Carajás (PA). 

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

Conforme explica o delegado Pedro Nunes Vieira, as investigações em torno do caso revelaram que o indivíduo, após praticar o crime, teria fugido da residência onde morava, na zona rural de Babaçulândia, tomando rumo ignorado. “Após minuciosa investigação e compartilhamento de informações com a Polícia CIvil do Estado do Pará, conseguimos descobrir que o homem estaria vivendo na cidade de Eldorado dos Carajás”, destacou a autoridade policial. 

Com base nas informações levantadas, na tarde da última quarta-feira, 21, uma equipe da 32ª Delegacia de Babaçulândia, com apoio de agentes da 2ª Delegacia de Atendimento à Vulneráveis (DAV - Araguaína), se deslocou até o município paraense, onde o J.M.B.M. foi encontrado e preso, com apoio da Delegacia de Polícia Civil de Eldorado. 

O crime 

As investigações revelaram que os familiares da vítima, Emicídio Ferreira de Carvalho, de 42 anos, possuía uma chácara na zona rural de Babaçulândia, a qual era vizinha da propriedade rural do autor. Desse modo, no dia 10 de janeiro de 2023, a vítima, que trabalhava em um grande supermercado de Araguaína como vigilante, estava de folga e foi até a chácara da família como fazia todas as terça-feiras, em seu dia de folga para trabalhar na propriedade rural. 

“No dia dos fatos, por volta das 6H30, como de hábito, a vítima vinha pela estrada vicinal em sua motocicleta, momento que o atirador permaneceu de tocaia numa moita às margens da estrada, aguardando a passagem da vítima e efetuou um disparo certeiro em seu coração”, disse o delegado. 

As apurações preliminares da Polícia Civil indicam o caráter patrimonial do delito, sendo a morte decorrente da violência empregada no roubo, uma vez que foram subtraídos bens que a vítima trazia consigo, quantia em dinheiro e uma arma de fogo, revólver calibre 38 (arma registrada em nome da vítima).

Após a instauração de inquérito policial, a Polícia Civil ouviu algumas testemunhas que indicaram a possibilidade de o crime ter sido praticado por uma dos vizinhos, justamente, J.M.B.M, pois no mesmo dia do crime, ele se mudou com a família, de forma repentina, abandonando o casebre em que moravam com roupas, utensílios de cozinha e mantimentos.

Apreensão da arma 

Durante o cumprimento do mandado de prisão preventiva contra o autor do latrocínio, os policiais civis também localizaram e apreenderam a arma de fogo, que foi roubada do segurança, no dia em que foi morto na emboscada. 

Após ser capturado, o autor foi conduzido até a sede da Central de Flagrantes da Delegacia de Polícia Civil do Estado do Pará e após a realização das providências legais cabíveis, foi recolhido à Unidade Prisional daquela cidade, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário da Comarca de Filadélfia. 

Para o delegado Pedro Nunes, a prisão do principal suspeito de praticar o latrocínio contra o segurança é de grande relevância, pois à época, em 2023, o fato causou muita comoção, sobretudo, em Araguaína, pois Emicídio era muito conhecido na cidade e foi morto covardemente sem chance de defesa. 

“Mesmo após vários anos, a Polícia Civil do Tocantins nunca deixou de investigar esse caso, e mesmo o autor fugindo para se esquivar da persecução penal foi encontrado após um incansável trabalho investigativo da Polícia Civil do Tocantins e agora deverá responder pelo crime grave que praticou conforme determina a lei”, frisou.