Palmas
31º
Araguaína
33º
Gurupi
31º
Porto Nacional
31º
INCIDENTE FATAL

Três vítimas de explosão em churrascaria continuam internadas na UTI

06 janeiro 2024 - 08h31

Três das vítimas que sofreram queimaduras após explosão em uma churrascaria de Palmas, seguem internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Palmas. Uma funcionária do estabelecimento, Joicy da Silva Tavares, de 21 anos, morreu após ficar com queimaduras de terceiro grau.

SIGA o Portal O Norte nas redes sociais: FacebookTwitter e Instagram

O acidente aconteceu na 1.206 Sul, na última quarta-feira (3). A explosão foi provocada depois que uma funcionária foi colocar álcool em um rechaud, um tipo de fogareiro usado para aquecer comida e não percebeu que o fogo estava aceso. As chamas teriam atingido o recipiente com álcool que estava na mão da funcionária, causando as queimaduras e dando início ao incêndio.

Segundo a Polícia Civil, tudo indica que Joicy tenha sido a funcionária que acabou causando a explosão. O fogo atingiu um galão de 3,6 litros de álcool e a suspeita da polícia é de que o caso se tratou de um acidente de trabalho.

Uma cliente que estava no restaurante com o filho chegou a registrar o momento em que as vítimas foram socorridas. No vídeo a autônoma, Andreia Motta, conta que uma mulher teve queimaduras por todo o corpo e os clientes que estavam no local tentaram socorrer.

Vítimas

Jovem morreu após sofrer queimaduras graves em explosão — Foto: Arquivo Pessoal

Joicy da Silva Tavares, de 21 anos, era funcionária da churrascaria e morreu na quinta-feira (4). Além de trabalhar no restaurante, no perfil de Joicy também consta que ela era estudante do curso de engenharia elétrica do Instituto Federal de Educação do Tocantins (IFTO). O restaurante publicou nota lamentando a morte e suspendendo as atividades da empresa pelos próximos três dias.

Ao todo cinco pessoas ficaram feridas, sendo que uma foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região norte. Ela teve queimadura de segundo grau, foi medicada e depois recebeu alta. Os dois homens e uma mulher estão na UTI.

O que diz a temperus Churrascaria

O g1 ainda tenta contato com o restaurante. Nas redes sociais, a empresa lamentou a morte, disse que está apurando as causas e suspendeu as atividades por três dias. Veja nota abaixo:

A Temperus Churrascaria 1206 sul, lamenta profundamente o ocorrido nesta quarta-feira, dia 3 de janeiro de 2024. Estamos apurando os fatos para compreender os motivos que acarretaram a situação.

A segurança e o bem-estar de todos que frequentam nosso estabelecimento são prioridades fundamentais e as medidas necessárias estão sendo tomadas para assegurar assistência imediata aos envolvidos.

Reiteramos que a empresa está cooperando integralmente com as autoridades competentes para esclarecer todos os fatos. Nossa equipe está à disposição para prestar todo apoio necessário às vítimas e seus familiares.

Agradecemos a compreensão de todos nesse momento delicado e reafirmamos nosso comprometimento em zelar pela segurança e integridade de nossa equipe e clientes.

*G1 Tocantins