Menu
Busca quinta, 14 de novembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
24ºmin
Casos Insanos
Assembleia Legislativa - Emendas para saúde
EM VÍDEO!

Deputado revela passado suspeito do novo Corregedor Geral de Polícia do TO

08 novembro 2019 - 17h16Por Redação

Nomeado esta semana como novo Corregedor-Geral do Estado do Tocantins, Servilho de Paiva, está sendo alvo de uma série de acusações por parte de um deputado estadual e também delegado da Polícia Civil do estado da Paraíba (PB). 

O parlamentar paraibano, Walber Virgulino (Patriota) levantou uma séria polêmica ao gravar um vídeo para alertar os tocantinenses sobre Paiva, que atualmente integra o alto escalão do governador Mauro Carlesse (DEM). Na atual gestão, Paiva inicialmente ocupava o cargo de Superindentente da Segurança Integrada, mas em agosto desse ano tomou posse como Secretário Executivo da pasta de Segurança Pública e agora assumiu cumulativamente o cargo de Corregedor-Geral de Polícia do Estado. A nova nomeação foi publicada no Diário Oficial dessa quarta-feira (06), que trouxe também uma série de mudanças relacionadas a titulares de delegacias da Polícia Civil. 

Walber Virgulino, que é delegado de carreira e hoje atua como deputado estadual, expressou “pêsames” à polícia do Tocantins, depois de tomar conhecimento de que Paiva havia assumido um cargo de confiança na gestão do atual governador. “É preocupante…”, disse ele se referindo ao novo Corregedor-Geral e fazendo um alerta: “…a intenção dele não é fortalecer as polícias, a meritocracia, mas sim, manter a governabilidade dos políticos…”, garantiu. 

Virgulino apimentou ainda mais o assunto fazendo graves acusações envolvendo Servilha de Paiva, quando este estava no cargo de Superintendente de Segurança Integrada da SSP (PB):  “Durante 8 anos se instalou uma quadrilha que roubou bilhões da Saúde e Educação e manipulou a Segurança Pública, inclusive sumindo inquérito aqui na Paraíba”, denunciou.  

O parlamentar disse que na época, quando teve conhecimento do que ele classificou como “desmandos”, se revoltou contra a gestão e passou a ser perseguido, a exemplo disso, foi alvo de um procedimento investigativo depois que uma conversa que teve com um delegado da Polícia Federal - que é seu amigo- foi grampeada, nela Walber Virgulino chamava o ex-governador da Paraíba de “bandido”. A partir daí ele passou a responder a um processo que pedia o seu desligamento da corporação: “Não fui posto pra fora da Polícia Civil porque me transformei em deputado estadual e esse cidadão aí foi exonerado do cargo…”(sic)

O deputado da Paraíba finaliza o vídeo alertando o Ministério Público e associações da Polícia Civil do Tocantins, para ficarem alerta em relação às ações do novo Corregedor: “Tenha cuidado…Ele (Servilho de Paiva) só tem compromisso com o bolso dele”.

Veja o vídeo na íntegra: 

 

Perfil do Novo Corregedor

Natural de Fortaleza, o novo titular da Corregedoria-Geral, Servilho de Paiva, entrou na Polícia Federal no final da década 1970, como agente, quando foi para Pernambuco. Cursou direito na Universidade Católica de Pernambuco e formou-se no final da década de 1980. Pós-graduado em Direito e em Gestão de Políticas de Segurança Pública. 
 
Na década de 1990, prestou concurso para o cargo de delegado da Polícia Federal e passou. Delegado Classe Especial, Paiva é conhecido por ser um policial operacional e especializado em investigações envolvendo o crime organizado.

Durante o período de 2007 a 2010 foi secretário de Segurança de Pernambuco. Já ocupou cargo de Controlador Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança e Sistema Penitenciário do Ceará, bem como Secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará.

AO VIVO