Menu
Busca quarta, 08 de abril de 2020
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
23ºmin
Prefeitura de Araguaína
CONFUSÃO!

Deputado tocantinense defende assessor acusado de agredir militante na embaixada da Venezuela

21 novembro 2019 - 17h15Por Redação

Uma confusão na embaixada da Venezuela em Brasília, envolvendo um assessor do deputado federal tocantinense, Célio Moura (PT), teve repercussão internacional. O parlamentar conversou com o Portal O Norte se manifestando sobre o caso.

O episódio aconteceu no último dia 13, quando Daniel Queiroz Galvão (45 anos), conhecido como Pxeira, teria agredido um manifestante contrário ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro. Uma imagem, registrada no dia mostra o momento da agressão. O homem que teria sido agredido foi identificado como, Joaquim Maciel, militante conservador da Frente Cidadã: “Ossos quebrados, mas o coração e o espírito continuam firme e forte”, disse o militante.

Sobre o caso,  o deputado federal Eduardo Bolsonaro usou as redes sociais para questionar Célio Moura sobre a identidade do agressor: “Caro deputado @CelioMouraTO (PT-TO), é real a notícia de que seu assessor @DanielPxeira seria o agressor que quebrou o braço do militante conservador Joaquin Maciel da Frente Cidadã?”, perguntou.

Daniel Queiroz (Pxeira), é jornalista e cartunista que trabalha há 15 anos na Câmara dos Deputados. Atualmente ele é assessor do parlamentar tocantinense com salário de R$ 7.422,12. Pxeira, também é filiado ao PT e disputou uma vaga de deputado federal pelo Distrito Federal nas eleições de 2018, mas obteve apenas 1.188 votos.

Sobre o caso, o deputado estadual Célio Moura falou com nossa reportagem por telefone e argumentou que o seu assessor na verdade tentou proteger mulheres que estavam sendo agredidas por Joaquin Maciel e acrescentou: "Ele esstava com uma baqueta tocando um tarol na frente da embaixada e na hora da confusão ele deu apenas um empurrão para defender as mulheres... não ouve essa história de osso quebrado, isso é uma grande mentira desse agitador, direitista, fascista", disse o parlamentar contestando a afirmação de Maciel.  

O deputado também encaminhou imagens para nossa redação do movimento em frente à embaixada, no dia do ocorrido onde várias pessoas estavam no local e narrou detalhes do movimento no local da confusão:

AO VIVO