Palmas
25º
Araguaína
23º
Gurupi
24º
Porto Nacional
25º
PROFESSORA FOI EXONERADA

Funcionários públicos acusam Cinthia Ribeiro de perseguição política

01 setembro 2022 - 11h28Por Da Redação

Há oito anos trabalhando no Samu de Palmas, o médico e conselheiro no Conselho Federal de Medicina pelo Tocantins, Estevam Rivello foi surpreendido ao ser removido para a UPA Norte no mês passado.

O ato de remoção do médico foi publicado no último dia 24, no Diário Oficial do Município. O profissional entrou com um mandado de segurança em que aponta que a medida ocorreu “sem nenhuma fundamentação jurídica plausível, processo administrativo ou comunicação prévia”.  

Nas redes sociais, Estevam tem postado fotos participando de campanhas de adversários políticos do grupo da prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro, cujo esposo Eduardo Mantoan é candidato a deputado estadual. 

Montagem das publicações do médico nas redes sociais 

Procurado pela nossa equipe de reportagem, o médico preferiu não se manifestar e disse que só se pronunciou no processo. 

Outro post nas redes sociais chamou a atenção nessa quarta-feira (31). Conhecido pela sua alegria e com uma gargalhada única, o padre Aderso Alves dos Santos gravou um vídeo indignado com a demissão de uma professora da Escola Municipal de Tempo Integral Fidêncio Bogo, da zona rural de Palmas. 

O pároco afirma que faltam professores na instituição de ensino e a exoneração é fruto de perseguição política. “O que mais me preocupa são os alunos que são vítimas dessa má gestão que estamos tendo em Palmas", disse o padre Aderso em entrevista ao programa Jogo do Poder da Meio Norte FM.

Procurada a assessoria da prefeitura ainda não retornou.