Menu
Busca domingo, 13 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
22ºmin
"JUSTA E CABÍVEL"

Jorge Frederico comenta decisão do TSE de caçar chapas com candidatos "laranjas"

18 setembro 2019 - 21h50

Por maioria de votos, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, nessa terça-feira (17), manter a cassação e a inelegibilidade de seis vereadores eleitos em 2016 na cidade de Valença do Piauí (PI) por ligações com “candidaturas laranjas”. A decisão pode significar um precedente para outros julgamentos que envolvem acusações de candidaturas laranjas no país.

Os ministros entenderam que os políticos em questão se beneficiaram de e candidaturas fictícias de candidatas que preencheram a cota mínima de mulheres para suas respectivas legendas e não chegaram sequer a fazer campanha eleitoral. A legislação eleitoral exige um percentual mínimo de 30% de mulheres nas chapas.

O deputado estadual Jorge Frederico, presidente do diretório do MDB de Araguaína, comentou a decisão do TSE que para ele é justificável e totalmente cabível.

O parlamentar disse que tomou conhecimento do caso, mas que não estudou o processo afundo, no entanto, considera justo que a cassação de toda a chapa em caso de candidatos fictícios. “Se está utilizando-se recurso público do fundo eleitoral para uma campanha, e nessa chapa tem candidato laranja, é muito cabível que toda ela seja cassada”, justificou o deputado.

Ao Vivo