Palmas
25º
Araguaína
26º
Gurupi
25º
Porto Nacional
26º
TRIBUNAL DO TRABALHO

Márlon Reis cobra na Justiça R$ 100 milhões da Caixa por casos de assédio moral

21 julho 2022 - 18h05Por Cleber Toledo

Representante do Centro Santo Dias de Direitos Humanos (CSDDH) e do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários do Maranhão (SEEB), o escritório de advocacia de Marlon Reis ingressou nesta quinta-feira, 21, com uma ação no Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT-10) contra Caixa Econômica Federal (CEF). O objeto é a série de denúncias de assédio moral que instituição financeira tem recebido, após o ex-presidente Pedro Guimarães ter sido gravado intimidando funcionários. “Caguei para a opinião de vocês, porque eu que mando. Não estou perguntando. Isso aqui não é uma democracia, é a minha decisão”, aparece em áudio divulgado pelo Metrópoles.

Indenização por dano moral coletivo de R$ 100 milhões

Conforme Marlon Reis, o objetivo da ação é compelir a Caixa a promover uma profunda revisão nos mecanismos internos de denúncia, prevenção e repressão ao assédio moral e sexual. Também foi formulado pedido de indenização por dano moral coletivo da ordem de R$ 100 milhões, quantia que deverá ser revertida ao Fundo Nacional de Direitos Difusos (FNDD). O advogado reforça que as entidades não obtêm qualquer proveito econômico com a demanda.