Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
23ºmin
CRISE NA OAB

Advogado pede afastamento do presidente Pitaluga: "maior constrangimento da história"

29 abril 2020 - 08h40Por Redação

Após a operação Madset ser deflagrada pela Polícia Federal, ontem (28), e que tem como um dos alvos o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional do Tocantins (OAB/TO), Gedeon Pitaluga Júnior, um advogado de Araguaína solicitou ao Conselho da Ordem, o afastamento imediato de Pitaluga do cargo. 

No pedido, Carlos Francisco Xavier destaca que as medidas judiciais criminais determinadas foram suficientes para impor a OAB/TO o maior constrangimento moral institucional de sua história. “Eu ainda não posso afirmar que vossa senhoria cometeu os crimes noticiados na investigação e na decisão judicial, mas eu posso afirmar que acredito na verossimilhança da decisão e dos conteúdos de provas já existentes”, disse.

O advogado conclui o requerimento destacando que espera que o Conselho da OAB/TO, por unanimidade, tome a decisão de providenciar a apuração dos fatos junto ao conselho federal, “dando a devida resposta a sociedade e evitando que tenhamos que o fazer”, finalizou.

O Portal O Norte entrou em contato com a assessoria da OAB/TO e aguarda retorno. 

Entenda 

A operação “Madset” da Polícia Federal, deflagrada ontem investiga uma organização suspeita de vendas de sentenças e é um desdobramento da operação Toth de agosto de 2018. A PF investiga envolvidos por corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, organização criminosa, tráfico de influência, além de outros ainda sob apuração.

Além de Pitaluga, o desembargador e ex-presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO), Ronaldo Eurípedes de Souza também é investigado e por determinação do Superior Tribunal de Justiça (STJ), foi afastado do cargo. 

O STJ também determinou a indisponibilidade de cerca de R$ 4 milhões em bens dos investigados. Mas, segundo apontam as investigações, o montante das vantagens pela organização criminosa pode ser ainda maior.

Gedeon Pitaluga

Em nota encaminhada à imprensa, Gedeon Pitaluga negou envolvimento nas ilegalidades e disse que está colaborando com as investigações. 

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Tocantins, Gedeon Pitaluga Júnior, esclarece que não tem qualquer envolvimento com as supostas irregularidades que motivaram a Operação Madset. Informa que está contribuindo com a investigação para se apurar a verdade, em todas as suas circunstâncias.

GEDEON PITALUGA
Presidente da OAB/TO

AO VIVO