Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
19ºmin
ARAGUAÍNA

Operação policial estoura bancas de jogo do bicho e prende sete pessoas

07 junho 2011 - 19h19

Daniel Lélis
Da Redação


Foram presos na tarde desta terça-feira, dia 7, sete pessoas suspeitas de envolvimento com jogo do bicho. Maria de Fátima Mendes Araújo, Raimundo dos Santos Carneiro, Divino Daniel Ferreira, Orcino Alves de Carvalho, Wagner Dias Ferreira e Ednan Alves Sousa são acusados de participação do esquema.

Segundo informações da Polícia Civil, a Operação, apelidada de Águia em razão do número de presos e da data das prisões (o número 7 representa a águia no jogo do bicho) é resultado de uma ação de inteligência da Polícia Civil sobre os pontos em Araguaína onde são realizadas as apostas ilegais. Após um levantamento conjunto da Delegacia Especializada de Investigação Criminal (DEIC), da 1ª Delegacia Regional de Araguaína e da Inteligência Estratégica de Palmas, chegou-se a indicação de autoria dos suspeitos.

Vinte homens participaram da operação. Com os acusados, foram encontrados vários materiais de apostas e equipamentos que supostamente serviriam para prática do ilícito. Além disso, a polícia encontrou um pó suspeito, que submetido a averiguação, não foi identificado como droga ilícita.

Depois da lavratura dos termos circunstanciados de ocorrência (TCO), os sete suspeitos foram liberados.

Penalidade
De acordo com o artigo 50 da Lei de Contravenções Penais (Lei n° 3.688, de 3 de outubro de 1941), estabelecer ou explorar jogo de azar em lugar público ou acessível ao público, mediante o pagamento de entrada ou sem ele ocasiona em prisão simples de três meses a um ano e multa. A pena, todavia, é aumentada em um terço se crianças e adolescentes estiverem envolvidos.

 

AO VIVO