Menu
Busca segunda, 23 de novembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
30ºmax
22ºmin
CONCURSO PÚBLICO

Com divergências, emenda que exclui cargos Municipais é aprovada

08 dezembro 2011 - 12h23

Da Redação
 

Vigilantes e Auxiliares de Serviços Gerais contratados lotaram o Plenário da Câmara nesta quinta, 8, para acompanhar a segunda votação do Projeto de Lei que cria cargos para provimento de vagas do Quadro Geral do Município de Araguaína.

Durante a discussão, sete vereadores apresentaram a proposta de uma emenda para suprimir a criação de cargos de mais de 300 cargos Vigilantes e Auxiliares de Serviços Gerais, argumentando que a aprovação garantirá o emprego dos 310 contratados que trabalham hoje no município. (Saiba mais)

A proposta gerou uma discussão acirrada entre os parlamentares já que houve opiniões divergentes quanto ao assunto.

Em defesa da permanência dos cargos no Projeto de Lei, o vereador Aldair da Costa Gipão, apresentou uma emenda com uma contraproposta de que se retirasse exigência de Ensino Fundamental dos cargos em questão. “Não podemos estuprar a Constituição Federal, usando de demagocia com pessoas que são trabalhadores, tenho certeza que tem muitos políticos não querem concurso porque vai ter essas pessoas presas servindo de cabo eleitoral nas próximas eleições”, disse Gipão direcionando mais uma fala aos servidores presentes no Plenário: “Porque os concursados não estão aqui? Porque eles tem autonomia, podem votar em quem quer”. Apesar das argumentações de Gipão, a emenda foi rejeitada pela maioria.

Logo em seguida foi votada a proposta de emenda que suprime os cargos citados. Apresentando voto contrário, Gerônimo Cardoso justificou seu posicionamento: “Se não aceitaram a emenda do vereador Gipão é porque estes vereadores não estão preocupados com as pessoas que tem baixa escolaridade” e completou “Não existe coisa pior do que se humilhar para limpar o chão”, disse o vereador, lembrando das demissões de contratados que acontecem todos os anos.

Com voto favorável à emenda, o vereador Mané Mudança reafirmou que apesar de ser o líder do Executivo na Câmara votaria contra a vontade do prefeito. “Eu voto com minha consciência, como representante do povo”.

O vereador Cleudo Negão, também manifestou voto favorável afirmando reconhecer a necessidade de se manter essas pessoas “que há tanto tempo servem o município e depende dele para sobreviver”.

Em seu pronunciamento Jorge Frederico (PSD) também apresentou voto favorável à emenda e destacou “O que precisamos fazer é com que o Executivo não contrate mais pessoas nessa área. Os que estão devem continuar”.

Por oito votos contra dois, a emenda foi aprovada. Os vereadores Baldão e Soldado Alcivan não participaram da sessão nesta quinta-feira. Em seguida, o Projeto já com a emenda inclusa, foi aprovado por unanimidade pelos parlamentares e segue para a terceira votação que deve acontecer amanhã. Satisfeitos, os servidores que acompanharam a sessão, aplaudiram a decisão unânime dos pares da Casa.

AO VIVO