Menu
Busca domingo, 15 de setembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
37ºmax
23ºmin
ARAGUAÍNA

Agência de Trânsito vai iniciar operação volta as aulas na próxima segunda

03 agosto 2019 - 11h59

Com o início do segundo semestre letivo, previsto para a próxima segunda-feira, 5, as equipes da Agência de Segurança, Transporte e Trânsito (ASTT) iniciam também a segunda etapa da Operação Escola. No primeiro semestre, os agentes visitaram as comunidades escolares levando orientações para minimizar os riscos e melhorar o fluxo do trânsito no entorno das escolas. Neste semestre, o objetivo será a fiscalização ao cumprimento das normas.

A campanha tem início nesta segunda-feira, 5, na entrada e saída dos alunos, às 7 horas, 11h30, 13 horas e 17h30, em frente aos colégios Santa Cruz, Jorge Amado e Objetivo.

Para reduzir as infrações, o diretor de fiscalização, transporte e trânsito da ASTT, Eduardo Barbosa, dá dicas de como proceder ao deixar ou buscar as crianças na escola.

Respeito à sinalização

Em frente às escolas, o condutor deve ter o cuidado de reduzir a velocidade. Os locais são sinalizados com placas indicativas de área escolar e de velocidade adequada, além da faixa de pedestre.

“É importante, no momento do embarque ou desembarque das crianças, não parar sobre a faixa de pedestres ou em fila dupla, bloqueando a passagem. A dica é estacionar nas proximidades e ir a pé ao portão da escola buscar seu filho”, ressalta o diretor.

Transporte de crianças em carro

Crianças menores de um ano devem ser transportadas em bebê-conforto; de um a quatro anos, na cadeirinha; dos cinco aos sete anos, no assento elevado. Maiores de sete anos, que ainda não atingiram os dez anos de idade, devem sentar no banco traseiro, sempre utilizando cinto de segurança.

Transporte em motocicletas

“O Código de Trânsito proíbe o transporte de menores de sete anos em motocicletas. Acima dos sete, os pais devem sempre observar a segurança, utilizando capacete. Quem tem motocicleta e tem que levar mais de um filho à escola, precisa se organizar para levar um de cada vez ou mesmo pedir ou contratar outra pessoa que leve”, ressaltou Barbosa.

Ao Vivo