Menu
Busca sábado, 19 de junho de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
20ºmin
CONTRA A COVID

Araguaína amplia vacinação para pessoas a partir de 55 anos

05 maio 2021 - 18h27

Araguaína iniciará uma nova etapa de vacinação contra covid-19 nesta quinta-feira, 6. O novo grupo é formado por pessoas com mais de 18 anos, que tenham síndrome de down ou doença renal crônica em diálise, gestantes ou puérperas de até 45 dias pós-parto com comorbidades. Também serão atendidas pessoas entre 55 a 59 anos com comorbidades ou deficiências permanentes que recebem o BPC (Benefício de Prestação Continuada).
 
A vacinação será realizada nas UBS (unidades básicas de saúde), das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, com exceção das três que são referência contra covid-19: Dr. Raimundo Gomes Marinho (Setor Maracanã), Albeny Soares (Setor Couto) e José de Sousa Rezende (Setor Alto Bonito). Para ajudar no acesso do público-alvo haverá atendimento também no sábado, 8, das 8 às 14 horas.

“Chegaram mais de 9 mil doses contra a covid-19 e o foco das UBS nesta quinta e sexta-feira, 6 e 7, será exclusivamente para vacinação deste grupo. Pedimos para que as pessoas tenham paciência e evitem períodos com maior movimentação, porque todos receberão a vacina”, afirmou a diretora da Imunização, Samilla Braga.
 
Descrição das comorbidades

As comorbidades previstas no documento divulgado pelo Governo Federal são: diabetes mellitus, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial resistente (HAR), hipertensão arterial estágio 3, hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade, insuficiência cardíaca (IC), cor-pulmonale e hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndromes coronarianas, valvopatias, miocardiopatias e pericardiopatias,  doenças da aorta, dos grandes vasos e fistulas arteriovenosas, arritmias cardíacas, cardiopatias congênita no adulto, próteses valvares, dispositivos cardíacos implantados, doença cerebrovascular, imunossuprimidos, hemoglobinopatias graves, obesidade mórbida, síndrome de down, doença renal crônica e cirrose hepática.
 
São consideradas ainda as deficiências permanentes: deficiência visual, deficiência motora, deficiência mental, deficiência auditiva e deficiência múltipla.
 
Documentos

No ato da vacinação, as pessoas deverão apresentar comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco como relatório, laudo ou prescrição médica com validade de até um ano e também cartão de vacina, RG e CPF.
 
Além do atestado médico para comorbidade, para vacinação das gestantes e puérperas com mais de 18, a mulher deverá comprovar estado gestacional com carteira de acompanhamento pré-natal ou laudo médico, ou fase de puerpério com declaração de nascimento da criança ou certidão de nascimento.

AO VIVO