Menu
Busca domingo, 25 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
ARAGUAÍNA

Dimas volta atrás, suspende parcelamento da taxa da coleta de lixo na conta de água e culpa adversários

18 fevereiro 2020 - 20h39

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, suspendeu o parcelamento em 10 vezes sem juros da taxa da coleta de lixo na conta de água. Dimas anunciou a informação por meio de um vídeo à população, divulgado nesta terça-feira, 18. A contribuição da coleta de lixo, criada em 1991, continuará ser cobrada via boleto, como é atualmente.

 

“Infelizmente esse recurso está sendo questionado por gente que quer transformar mentira em verdade, por causa deles temos que suspender este benefício e toda vez que você for pagar a taxa de lixo, terá que pagar R$ 3 das taxas bancárias, ou seja, se for em dez parcelas, irá pagar mais R$ 30 de taxas bancárias. O benefício era claro, o momento é político, e fique atento, as eleições estão chegando”, alertou o prefeito.

 

Os valores mensais com parcelamento feito na conta de água sem juros seriam em média de R$ 5 a R$ 10, com aproveitamento da logística de distribuição da empresa BRK Ambiental.

 

Tudo fica como antes

Os moradores receberão os boletos em março e quem preferir pagar à vista até o dia 31 de março obterá desconto de 10%, como prevê o Calendário Fiscal do Município. Para parcelar o valor o morador deve comparecer ao atendimento da Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz), localizada na Rua Ademar Vicente Ferreira, no Centro. Além do atendimento na secretaria, perguntas e solicitações também podem ser feitas pelos WhatsApp institucionais: (63) 99935-7789 e 999579312.

 

Investimentos na cidade

Os recursos da contribuição possibilitam a ampliação dos serviços de saúde, coleta de lixo, educação, moradia, trabalho, proteção à infância, segurança, lazer e outros. Com uma média de 139 toneladas de lixo produzidos por dia, todo resíduo coletado no município é destinado ao aterro sanitário municipal, localizado às margens da BR-153, há cerca de 30 km do Centro da cidade.

 

Com a implantação do aterro, que início de funcionamento em 2016, Araguaína se tornou a primeira cidade da região norte do Estado a cumprir rigorosamente a legislação ambiental.

 

Estrutura

O Aterro conta com galpão de triagem, onde ficam dois esterilizadores ou autoclaves, que tem a função de reduzir os resíduos sólidos; um triturador, que recorta os materiais para reciclagem; um incinerador, para queima do lixo hospitalar; e também duas caldeiras. É no galpão também funciona a Estação de Tratamento de Chorume.

 

O local ainda conta com uma balança de solo, capaz de efetuar a pesagem dos resíduos com precisão para que cada tonelada de lixo coletado seja paga pela Prefeitura. O local ainda conta com uma sala de controle da balança, uma guarita, uma área administrativa com duas salas e dois banheiros.

 

Duas valas, forradas por um material emborrachado, foram construídas para depósito do lixo sólido produzido na cidade. A produção do gás metano que pode ser incinerado ou reaproveitado tem destinação correta.

 

AO VIVO