Menu
Busca quarta, 05 de agosto de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
20ºmin
PARALISAÇÃO

Trabalhadores da Celtins decidem paralisar dia 1º de junho

25 maio 2011 - 09h54

A maioria absoluta dos trabalhadores da Celtins que participaram da Assembléia Extraordinária, realizada na manhã dessa terça-feira, 24 de maio, votaram a favor da paralisação, depois que o STEET apresentou a posição da concessionária em relação ao Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) e a implementação do Plano de Cargos e Salários (PCS).

Durante a Assembléia o Sindicato dos Trabalhadores em Eletricidade no Estado do Tocantins (STEET), informou aos empregados que a diretoria da empresa apresentou a proposta de aplicar somente o INPC/IBGE de 6,3%, sobre as cláusulas econômicas do ACT e discutir posteriormente a implementação do PCS.

Como o sindicato reivindica aumento real para todas as cláusulas econômicas do ACT, com vigência até 2012, e a implementação imediata do PCS, a maioria absoluta dos empregados votaram pela paralisação a partir do dia 1º de junho, caso a empresa não apresente uma proposta decente para as cláusulas econômicas do Acordo Coletivo de Trabalho, como também para o PCS, durante a rodada de negociação marcada para o dia 31 de maio. (Da Ascom do movimento)
 

AO VIVO