Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
34ºmax
20ºmin
APOSENTADORIA

Emoção marca sessão solene em homenagem a Procurador de Justiça

07 junho 2011 - 17h25

Após 22 anos dedicados ao Ministério Público do Tocantins, o Procurador de Justiça Cesar Augusto Margarido Zaratin se aposenta. Mas, a aposentadoria, como o próprio garante, não significa o fim de suas atividades jurídicas. Após a quarentena, prevista na Constituição Federal, o Procurador de Justiça irá se dedicar à advocacia, campo em que atuou com afinco antes de ingressar na carreira ministerial.

Em agradecimento aos relevantes serviços prestados ao MP tocantinense, Cesar Zaratin foi homenageado pelos pares, familiares e amigos em sessão solene do Colégio de Procuradores, ocorrida na noite da terça-feira, 6. O Procurador Geral de Justiça, Clenan Renaut de Melo Pereira, destacou o brilhantismo do colega, que no biênio 2009/2010 ocupou o cargo de Subprocurador Geral de Justiça. “Parabéns por sua doação ao Ministério Público”, elogiou.

O presidente da Associação Tocantinense do Ministério Público, Promotor de Justiça Edson Azambuja, ressaltou que harmonia e bom senso deram a tônica na condução dos trabalhos do Procurador. “Cesar Zaratin nos deu provas de que a intolerância e a imprudência nunca foram companheiras. O diálogo, a troca de ideias e o equilíbrio nas decisões sempre foram características que o acompanharam”, definiu o presidente.

Para a Procuradora de Justiça Elaine Marciano Pires, as marcas registradas do do Procurador de Justiça são a coragem, a disciplina, a perseverança e o zelo profissional. “O seu rastro é indelével não só na nossa instituição, mas nos nossos corações”, concluiu sua fala. O Corregedor Geral do MP descreveu-o como “grande poeta, de redação incomparável”.

Marco Antônio Bezerra, Procurador de Justiça e amigo do homenageado, afirmou que é quase unânime o reconhecimento da plena vocação e preparo ao cargo, quer em primeiro ou segundo grau. E como companheiro de longa data, disse que “os amigos de Zaratin são absolutamente identificados com os seus valores, sensibilidade e preocupações”.

O protagonista da sessão agradeceu a todos que participaram de sua trajetória de realização pessoal e profissional, lembrando que, em breve, reencontrará Promotores e Procuradores não necessariamente em lados opostos, mas norteados pelo cumprimento das Leis. A pedido de sua esposa, Gilka Zaratin, a música My Way, de Frank Sinatra, foi a trilha sonora da despedida. (Da Ascom MPE/TO)

AO VIVO