Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
30ºmax
22ºmin

Tocantins se prepara para receber estudantes do Senar Rondon

07 janeiro 2011 - 11h04

Na próxima semana, os coordenadores do Projeto SENAR RONDON 2011 visitam, mais uma vez, os assentamentos rurais que recebem 170 universitários, a partir do dia 23 de janeiro. Segundo o coordenador André Sanches, eles vão verificar as instalações e preparar as atividades que serão desenvolvidas durante o projeto. “Temos que deixar tudo organizado para a chegada das equipes nas cidades”.

Para realizar o projeto, o Sistema CNA/SENAR escolheu 10 assentamentos carentes de estrutura e assistência. A escolha foi feita com base na Pesquisa Nacional sobre Educação Rural, realizada pelo Instituto Paulo Montenegro, do Ibope Inteligência, encomendada pela CNA em 2009. Os resultados mostram a seguinte realidade: assentamentos rurais sem nenhuma estrutura, escolas com deficiência, falta de assistência médica, deficiências urbanísticas, enfim, o quadro é de abandono.


O trabalho dos estudantes

Os estudantes selecionados para participar do Senar Rondon 2ª edição - Agora é a hora dos Assentamentos Rurais, vão participar do dia-a-dia das famílias nos assentamentos e prestar assistência em suas áreas de atuação. Por exemplo, alunos de zootecnia vão ajudar a avaliar a qualidade do rebanho, fazer o acompanhamento da nutrição animal e ajudar a avaliar a administração da propriedade rural.

Eles serão acompanhados por professores das universidades parceiras e monitores, alunos que participaram da 1ª edição do projeto, além dos coordenadores do Senar. Andrea Barbosa, chefe do departamento de Educação Profissional e Promoção Social do SENAR, explica que cada aluno terá que registrar, diariamente, as atividades realizadas e ao final entregar um relatório com indicações sobre o potencial de desenvolvimento dos assentamentos. “É com base nesse levantamento, que o Senar vai definir os cursos que podem ajudar os agricultores a melhorar a renda e a qualidade de vida de suas famílias” acrescenta Andrea.

Participam do projeto alunos dos cursos de pedagogia, serviço social, veterinária, zootecnia, medicina, enfermagem, odontologia, educação física e direito. Eles partem de Brasília, da sede da CNA, em cinco ônibus, no dia 23 de janeiro de 2011. Cada equipe visitará duas cidades. Serão 17 dias de muito trabalho e aprendizado. Os estudantes retornam para suas cidades de origem no dia 6 de fevereiro, quando termina esta edição do projeto. (Com informações da comunicação da CNA)

 

AO VIVO