Menu
Busca terça, 22 de setembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
37ºmax
22ºmin
ASSENTAMENTO

Incra promete assentamento para família do MST que ocupou a Fazenda Bunge

03 maio 2011 - 18h49

Um dos líderes do movimento que ocupou a Fazenda Bunge, no município de Tabocão, Edivanilson da Silva, informou que o superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Roberval Gomes da Silva, prometeu atender a reivindicação das famílias do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) que ocuparam a propriedade. Na manhã desta segunda-feira, 2, cerca de 150 famílias participaram do movimento.

“A reunião foi muito produtiva. O superintendente prometeu que até o segundo semestre vai providenciar um assentamento para nós. Ele pediu que nos organizássemos e trouxesse uma lista das famílias para que fosse analisada a necessidade de cada uma. Logo que a lista esteja pronta, voltamos para entregar”, enfatizou.

Segundo Edivanilson, existe no município de Tabocão três aéreas que atendem a solicitação das famílias. “Mas é o Incra que vai escolher. Queremos um lugar para que possamos morar”, ressaltou.

O prefeito de Fortaleza do Tabocão, João Cirino (PMDB), visitou a área ocupada pelas famílias do MST. Durante a visita, o gestor municipal criticou a postura do Incra. “Procurei o Incra no primeiro dia de 2005. De lá pra cá foram mais de 200 visitas, falando da necessidade da reforma agrária também vir para Tabocão. E tive várias audiências, inclusive com o deputado José Roberto (PT), que na época era superintendente do Incra. Foram muitas e muitas audiências, porém todas frustradas”, criticou Cirino.

Segundo o gestor municipal, Fortaleza do Tabocão é o único município que não tem assentamento implantado pelo Incra. (Do Portal CT)


AO VIVO