Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
21ºmin
ASSENTAMENTO

Integrantes do MAB e MST serão assentados no Bico do Papagaio

13 maio 2011 - 10h51

Está prevista para ser liberada, entre junho e julho deste ano, área localizada na região do Bico do Papagaio que será destinada a 77 famílias atuantes no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB).

A informação foi passada por um dos integrantes da direção do MST no Tocantins, Uberlan Rodrigues Oliveira. Ele fez parte da comitiva que viajou a Brasília para intermediar as negociações entre as famílias e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Na pauta das negociações, assuntos como pagamento de áreas, desapropriação e vistoria, bem como cronograma das atividades.

A reunião entre as direções do MST e do MAB e representantes do Incra de Brasília se deu na última segunda-feira, 9, conforme informou Uberlan Oliveira. Segundo ele, a área anunciada pelo Incra possui 3 mil hectares e capacidade para assentar 77 famílias.

Serão beneficiadas as famílias que possuem cadastro no órgão. “Inclusive parte dessas famílias estão aqui”, reiterou Oliveira, referindo-se as pessoas que permanecem acampadas em frente ao prédio do Incra/Tocantins, em Palmas.

Com relação ao restante das 200 famílias já anunciadas e que estão no aguardo da liberação de terras para serem assentadas imediatamente, Oliveira explicou que muito depende do Incra Regional para viabilizar os recursos. “Nós precisávamos de uma resposta. Não foi muita coisa. Cabe agora, pressionar para que as demais áreas entrem no segundo semestre”, completou.

Na reunião, também foi discutido o cronograma para vistorias de sete imóveis, que será cumprido na época anunciada para liberação da área, entre junho e julho.A comitiva integrada por representantes da direção do movimento no Tocantins retornou de Brasília na manhã de ontem. “A negociação em Brasília continua. Mas o tempo que ainda vamos permanecer aqui, vai depender da reação dos companheiros”, destacou. (Com informações do Jornal do Tocantins)
 
 

AO VIVO