Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
31ºmax
23ºmin
ARAGUACEMA

Aeronave localiza armas utilizadas pelos assaltantes do Banco

01 novembro 2011 - 19h22

O Helicóptero do Tocantins, comandado pela equipe do Centro Integrado de Operações Aéreas – Ciapoer/TO, da Secretaria da Segurança Pública, participou das buscas à quadrilha que realizou o assalto na segunda-feira, 24, da Agência bancária de Araguacema do Tocantins. Durante as buscas, foram localizadas várias armas abandonas e uma quantidade de droga.

A equipe do Ciopaer foi acionada para ajudar às buscas na quinta-feira, 27, e permaneceu em ação até essa segunda-feira, 31. Nos cinco dias de trabalho, foram sobrevoadas as regiões de Conceição do Araguaia e Redenção, no Pará. A localidade está sendo vasculhada como provável rota de fuga dos bandidos.

Durante as procuras, o helicóptero ajudou a polícia a localizar um banco abandonado pelos bandidos, uma espingarda, um mosquefal, um revólver 38, uma espingarda calibre 12, um fuzil 556 e outro 762, munições para armas 556 e 762, mochilas, e ainda, aproximadamente 300 gramas de maconha.

Participaram da Operação, o Comandante Major Vieira Lins, o copiloto Capitão Ferrão, Sargento Alex, Cabo Quaresma e Cabo Fred.

De acordo com o Capitão Ferrão, a aeronave do Tocantins foi fundamental para que as armas fossem localizadas. “O objetivo principal do helicóptero foi coibir a fuga dos assaltantes pelo rio e para outras localidades”, disse.

Assalto
Os assaltantes tentaram roubar as agências do Banco do Brasil e do Bradesco de Araguacema. Na ocasião, os envolvidos fizeram reféns, dois policias militares e invadiram as agências. Os bandidos trocaram tiros com a polícia, mas ninguém ficou ferido.

Supostamente, a quadrilha era composta por seis homens fortemente armados. Entretanto, o bando não conseguiu levar nenhuma quantia em dinheiro.

Prisão
Depois do assalto, policiais do Tocantins e do Pará, das polícias Militar e Civil, trabalham para capturar os assaltantes.

Na noite do último sábado, após levar um tiro de fuzil na perna direita, Thiago Amaral Freire de Oliveira Souza, 28 anos, natural da cidade de Uberlândia-MG, foi preso na região de Redenção. O preso passou por uma intervenção cirúrgica para reconstrução do osso que foi quebrado.

 

AO VIVO