Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021
(63) 99958-5851
Araguaína
32ºmax
22ºmin
POLÊMICA

Mesmo foragido, vereador eleito "dá jeitinho", toma posse e decide eleição de Mesa Diretora

07 janeiro 2021 - 12h00Por Redação

Um vereador com mandado de prisão por extorsão enviou um representante, na última sexta-feira (01), com procuração para assumir o cargo por ele em Almas, no sudeste do Estado.

O vereador Narciso Marcos Borges está sendo procurado por extorquir um homem, que havia feito uma aposta com um colega sobre que vereador seria eleito. Ao vencer a aposta, o suspeito, que já foi preso, teria ameaçado o amigo, que não queria pagar o valor combinado.

O homem então teria chamado o vereador para cobrar a dívida e disse que dividiria o valor. O suspeito teria ameaçado o colega, que com medo, teria pago parte do valor. Depois de uma queixa na polícia, ele foi preso e assumiu o crime.

O vereador que participou das ameaças e agressões contra a vítima, teve um mandado de prisão decretado e ainda não foi localizado. Devido a isso, ele não havia se apresentado para tomar posse no dia 1º de janeiro e mandou o presidente do partido, José Gonçalves Júnior, para assumir o cargo.

No entanto, o regimento interno da Câmara não permite isso e para aumentar a polêmica, além de tomar posse, José Júnior ainda participou da votação para a escolha da mesa diretora, que foi decisivo para definir o resultado.

A chapa derrotada entrou na Justiça para cancelar a sessão, devido à irregularidade. O vereador fugitivo está indo para o seu terceiro mandado e a Polícia Civil informou que ele ainda se encontra foragido. Estão sendo realizados buscas para realizar a prisão.

 

AO VIVO