Menu
Busca sexta, 18 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
34ºmax
24ºmin

Ações de saneamento básico em Araguaína é alvo de investigação do MPE

20 outubro 2010 - 11h50

O Ministério Público Estadual (MPE) oficiou o prefeito de Araguaína, Félix Valuar de Sousa Barros para prestar informações sobre andamento da implantação da rede de esgoto em toda a extensão do município. Inclusive com detalhamento dos bairros que já tem a rede concluída e outros que ainda não se obteve êxito, e a porcentagem do que ainda falta.

No documento assinado pelo Promotor de Justiça Alzemiro Wilson Peres Freitas o MPE também quer saber quais providências estão sendo realizadas junto à empresa que presta serviço de coleta de lixo no município para melhorar o sistema de coleta, assim como, proceder a colocação de lixeiras ao longo da cidade e ainda a relação completa dos proprietários multados pelo despejo indevido de águas servidas nas vias públicas do município do ano de 2008 até os dias atuais.

De acordo com o Promotor de Justiça, os moradores de Araguaína continuam com a prática indevida e irregular de despejar água de esgoto na frente de suas residências, o que acarreta prejuízo ao Patrimônio Publico na medida em que danifica a pavimentação asfáltica existente na cidade, além da possível disseminação de doenças. Ainda segundo a Promotoria o amontoado de sujeira e lixo em diversas partes da cidade, em especial, nos setores mais pobres, denota a ineficiência do serviço de coleta de lixo, bem como, a ausência de lixeiras em pontos cruciais.

No ofício o MPE cita também que o município iniciou recentemente projeto de implantação de esgoto sanitário, no entanto, observa-se que longo tempo se passou e somente parte mínima da cidade se encontra servida por rede de esgoto. O prazo para para Prefeitura fornecer as informações é de dez dias. (Com informações da assessoria de imprensa MPE)

AO VIVO