Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(63) 99958-5851
Araguaína
36ºmax
20ºmin
CASA DO IDOSO

Secretário rebate acusações de omissão do Poder Público

07 julho 2011 - 10h48

Daniel Souza
Da Redação

 

Em entrevista exclusiva ao Portal O Norte, o Secretário de Desenvolvimento Social e Habitação de Araguaína, Jota Patrocínio, rebateu as declarações feitas por, Adriana Godoi, diretora da Casa do Idoso, que em entrevista à nossa reportagem reclamou da omissão do Poder Público no que diz respeito ao apoio financeiro à entidade. (Veja a matéria na íntegra)


Resposta
Ao se manifestar sobre o assunto, Jota Patrocínio ressaltou que a prefeitura nunca esteve omissa em relação à entidade. “O Poder Público tem ajudado sim, infelizmente talvez não seja o suficiente para atender toda a demanda da Casa, mas a Prefeitura tem buscado ajudar, da mesma forma que também oferece ajuda a outras entidades beneficentes”, explicou.

Apoio financeiro
Contrapondo as declarações de Adriana Godói, de que há mais de uma ano a entidade não recebe ajuda financeira do Poder Público, o secretário afirma que, desde janeiro de 2009, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação paga as contas de água da entidade sem nenhuma interrupção, cuja média mensal é de aproximadamente R$ 1.300,00.

Jota Patrocínio conta também que a Secretaria oferece semanalmente produtos de agricultura local (verdura, legumes, frutas e etc.) oriundos do “Programa Compra Direta”, onde a Prefeitura adquire produtos da agricultura familiar a fim de movimentar a economia desse setor e segundo Jota, já foram entregues cerca de 5.000 kg desses produtos à Casa do Idoso. “O que é o produzido pela agricultura familiar é entregue na entidade, não estamos omissos!”, enfatizou o secretário.

Suporte técnico
Além do apoio financeiro citado anteriormente, o gestor ainda destaca que dois funcionários da Secretaria, sendo um assistente administrativo e um auxiliar de serviços gerais foram colocados à disposição para prestarem serviços à entidade.

Transporte
Durante a recente entrevista cedida à nossa reportagem a Diretora da Casa, comentou também sobre a necessidade da disponibilização de um veículo automotor para suprir a carência de transporte da entidade.

Sobre esta questão, o secretário afirmou que até o momento não existe a possibilidade de oferecer a Casa do Idoso um veículo: “No momento, não temos condições de fornecer veículo para a entidade, pois a nossa frota é bastante reduzida e apenas dá pra atender a nossa demanda. Pra se ter uma idéia, temos 19 programas sociais em execução e todos precisam de transporte automotor”, argumenta.

AO VIVO