Menu
Busca quarta, 23 de outubro de 2019
(63) 99292-6165
Araguaína
31ºmax
23ºmin

Elenil defende-se da acusação do promoter de eventos GLS

08 dezembro 2010 - 17h35
Elenil da Penha (PMDB) presidente da Câmara de Vereadores, nega as acusações direcionadas a ele, por um dos organizadores da1º Parada Gay na cidade.

Entenda o caso

Segundo as palavras do promoter Valdson Nunes em entrevista ao Portal O Norte, nessa terça-feira, 7, o grupo solicitou via ofício à Câmara, a oportunidade de usar a tribuna da Casa no dia 8 de novembro para pedir apoio ao movimento GLS - Gays, Lésbicas e Simpatizantes - que acontece no próximo dia 11, porém a Câmara de Vereadores transformou-se num palco de debates onde além do grupo GLS estavam presentes pastores evangélicos, sendo que estes, de acordo com Valdson, foram supostamente chamados pelo presidente da Câmara para rebater as opiniões sobre o movimento, afirmando ser uma “armação” de Elenil da Penha contra os homossexuais.

Rebatendo as acusações, Elenil falou por telefone com a nossa redação e além de negar ter convidado pastores evangélicos para contrapor a opinião dos homossexuais que participaram da sessão, nos informou em entrevista que o grupo foi bem recepcionado e teve oportunidade de expor os motivos que o levaram à tribuna. “Não convidei ninguém e demos a oportunidade para que todos falassem, tanto eles como os evangélicos que compareceram na Sessão é só isso que tenho a dizer” finalizou Elenil.
 

AO VIVO